BOM NATAL E FELIZ ANO NOVO

domingo, 29 de novembro de 2020

Lição de Integridade


“Há muito tempo, um mestre vivia com um grande número de discípulos num templo quase em ruinas.

Os discípulos sobreviviam através de esmolas e doações conseguidas numa cidade próxima. Contudo, muitos deles começaram a reclamar sobre as péssimas condições em que viviam. Em resposta o mestre disse:

- Se somente ocuparmos o nosso tempo a estudar e a meditar, não haverá tempo para trabalhar e arrecadar o dinheiro que precisamos para melhorar as condições do nosso templo. Assim, pensei numa solução simples...
Todos os estudantes acercaram-se diante do mestre, ansiosos por escutar as suas sábias palavras que seguramente iria resolver o problema. O mestre disse-lhes então:
- Cada um de vós deve ir à cidade e roubar bens que depois poderão ser vendidos para assim arrecadarmos o dinheiro que necessitamos. Desta forma, seremos capazes de fazer uma boa reforma no nosso templo.
Os estudantes ficaram espantados por este tipo de sugestão vir do sábio mestre. Mas uma vez que todos tinham o máximo respeito por ele, não fizeram qualquer protesto. O mestre disse logo de seguida e em tom muito severo:
- Para não mancharmos a nossa excelente reputação, por estarem a praticar actos imorais e ilícitos, solicito que cometam o roubo somente quando ninguém estiver a olhar. Não quero que ninguém seja apanhado.

Quando todos começaram a afastar-se para discutirem o plano entre eles... Um entre eles levanta-se e disse:
-É errado roubar. Porque é que o mestre nos pediu para cometermos tais atos?
Outro apressou-se logo em lhe responder:
-É a única forma para podermos reformar o nosso templo, o que é para uma boa causa.

Assim, todos concordaram que o mestre era sábio e justo e deveria ter uma boa razão para ter feito tal pedido. Assim, afastaram-se para irem planear os roubos prometendo-se mutuamente que não seriam apanhados para não causarem desgraça maior ao templo.
-Sejam cuidadosos e não deixem que ninguém vos veja a roubar – incentivavam-se assim uns aos outros.
Todos os estudantes com excepção de um foram-se afastando. O sábio mestre aproximou-se dele e perguntou-lhe:
- Porque ficaste para trás?
O rapaz respondeu-lhe:
- Eu não posso seguir as suas instruções para roubar sem que ninguém me veja, pois não importa aonde eu vá, estarei eu sempre a olhar para mim mesmo. Os meus próprios olhos ver-me-ão a roubar.
O sábio mestre abraçou então o rapaz com um sorriso de alegria e disse-lhe:
- Fica descanso meu bom rapaz. Ninguém vai roubar nada que eu não permitirei. Apenas estava a testar a integridade dos meus estudantes e tu foste o único que passou no teste. Parabéns!

Após muitos anos, este jovem tornou-se ele próprio num grande mestre.”

Um conto adaptado do Livro: "Brumas do Tempo" de José Caldas

Nunca os fins podem justificar os meios quando estes ofendem os nossos próprios princípios e valores conscienciais. Pois os nossos olhos e a nossa consciência estarão sempre presentes.

Lembrem-se das duas simples regras de conduta para poderem continuar a seguir a senda da Ascensão:

- Nunca faças ao outro o que não gostas ou não queres que te façam a ti.
- Reto pensar e reto agir.

E sendo sempre integro contigo mesmo, vive e sente-te sempre muito amado e abençoado por isso.

Fica bem

(A Mónada)

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Sentido da VIDA


"Para decidirdes que sentido dar à vossa vida, não comeceis por questionar-vos sobre a existência de Deus. Deveis fazer exatamente o contrário: dar um sentido cada vez mais rico a todos os momentos da vida, e a existência de Deus tornar-se-á, para vós, uma evidência.

Deus é a vida, a plenitude da vida, e para sentirmos a sua presença é preciso tornarmo-nos vivos e descobrirmos que, à nossa volta, também é tudo vivo: a terra é viva, a água é viva, o ar é vivo, o fogo e a luz são vivos!

O que pode sentir um morto? Seja o que for que lhe deis, ele não reagirá, pois a sua vida foi-se e ele não pode sentir qualquer sensação. Para ter sensações, é preciso estar vivo. Direis que já sabeis isso... Sim, teoricamente, toda a gente o sabe. Mas isso não chega, e essa é a razão por que há, por toda a parte, tantos cadáveres ambulantes que não sabem o que fazem nesta terra. Eles que procurem, finalmente, dar alento à vida neles!"

Mais um belíssimo texto de Omraam Mikhaël Aïvanhov que nos leva a refletir sobre o quão Divino é a vida para a desperdiçarmos andando por aí que nem zombies, sem sentido nem propósito.

O que o autor nos revela é que tudo depende da forma como quisermos olhar-nos como consciência viva e encarnada de Deus. Daí que não faz sentido questionarmo-nos sobre a existência de Deus, pois isso seria questionar a nossa própria existência e nesse aspecto, mesmo os mais cartesianos serão capazes de acreditar que “Penso. Logo existo.”

Assim, ao celebrar a vida da forma como descreve o autor é ver Deus na sua plenitude em tudo, pois quem olha e pensa é uma Consciência Encarnada que faz uso dos seus instrumentos sensoriais para sentir a Vida e expressar o encantamento da Paixão em estar vivo e de poder materializar o AMOR.

Então e tu aí que sentes que a tua vida é uma monotonia. Que estás deprimido e triste com a vida. Que estás frustrado pois não consegues realizar os teus desejos. Que tens uma doença grave e não encontras sentido nela. Porque esperas para celebrar o mistério de estar Vivo?

Vive o Aqui e Agora como se não houvesse amanhã. Porque se te sentes assim tão mal com a tua vida é porque projectaste no futuro os teus medos, angustias, frustrações e desejos do passado e não te dás conta que apenas existes em cada momento no presente.

Na prática, cada segundo tem cerca de 12 momentos de consciências presente que teimas em desperdiçar, pois ou estás a viver o teu passado ou projectas no futuro todos os teus fracassos.

Assim, não podes continuar a viver e vais desperdiçar o verdadeiro milagre das tuas capacidades criadoras que cada um desse momentos constitui como oportunidade. Tornaste-te completamente alienado de toda a beleza que o mistério da vida tem para te oferecer.

Mas se chegaste até aqui e conseguiste ler todo este texto, é porque finalmente estás a despertar. 

Anda... Acorda para a VIDA... Aceita o AMOR que existe em cada momento no presente. VIVE-O plenamente.

E assim sente-te profundamente amado e sê feliz.

Fica bem.

(A Mónada)

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Ser FAROL de LUZ


O mundo parece nestes dias um mar muito agitado e turbulento – tempestuoso na superfície, mas no entanto, sempre calmo e sereno nas suas profundezas.
 

À superfície surgem grande divisões e facções... Enquanto que nas profundezas apenas existe partilha e união.

 

À superfície existem imensos conflitos de ideias e de formas de ver o mundo, baseadas nas crenças e mitos de cada um... Enquanto isso, nas profundezas, apenas existe uma unificação de ideais em torno do Plano Divino.

 

À superfície pode existir o caos... Enquanto que nas profundezas do Ser, apenas exista a ordem do Amor.

 

À superfície coexistem doenças, raiva, frustração, ódio e medos. No interior de cada alma disposta a render-se no sentir do Amor Maior de que é feita, apenas existe bem-estar, paz, segurança, harmonia e uma consciência Una de que tudo tem um propósito Maior para uma Nova Terra mais gentil, mais pacificada e mais elevada, em sintonia com a Consciência Divina.

 

Assim, tal como uma mãe que se rende às dores do parto em Amor, esforçando-se para que o seu bebé nasça da melhor forma possível, também tu, que és Farol de Luz e uma consciência desperta, te deves render à Vontade Divina no que não puderes controlar, e rezar pelo Amor, sendo Amor, rezar pela Paz, sendo essa Paz e rezar pela iluminação de todos sendo a própria LUZ.

 

Lembra-te que não podes ajudar ninguém, e muito menos no renascimento desta Nova Terra, se te deixares entrar no caos, no faciosismo de quem se julga dono da verdade absoluta, no desespero de quem foi atingido pela desgraça. Por outro lado, também não ajudarás ninguém se te julgares mais consciencializado e de alguma forma superior, assumindo as tuas posturas de retidão ou de ego julgado sublimado, mesmo que o faças com a melhor das intenções. Não ajudarás ninguém tentando forçar a Luz na escuridão de outra pessoa.

 

Em vez disso, sê a Luz. Sê o amor. Sê o pacificador. Sê aquele que se levanta de manhã e agradece ao seu travesseiro por embalar a sua cabeça à noite. Aprecia o sabão e a água durante o teu duche matinal. Aprecia o teu café da manhã. Agradece pelo usufruto da tua casa. Agradece pela família que tens. Aprecia os teus animais de estimação. Elogia os teus filhos. Aprecia os teus relacionamentos e parceiros. E reza para que todos os corações, assumindo o seu próprio Carma se elevem no caminho da LUZ e do AMOR. Reza para que a dor daqueles que padecem e sofrem seja aliviada. Reza para que os medrosos sintam o amor de Deus e em seus corações renasça a Esperança. Reza por ti mesmo, para poderes estar em Paz.

 

Quando olhares para alguém, imagina a sua centelha de Luz em seu coração a ficar dada vez mais brilhante até que apenas o imagines brilhando plenamente com essa Luz. Sussurra telepaticamente para cada alma com quem te cruzares, seja presencialmente ou através das redes sociais e decreta: "Tu é um Ser de LUZ sempre muito Amado por PAI/MÃE, Fonte que tudo É". Faz isso por todas as almas - não apenas com aquelas com as quais mais te dás – mas para todas, independentemente das suas crenças ou comportamentos e sobretudo para aquelas que te possam ofender.

 

Ao fazeres isto estarás a ajudar os outros a se lembrarem de quem realmente são. Ao sussurrares telepaticamente para as almas, envias uma onda vibracional de amor para elas, o que a tua alma interpretará e sentirá igualmente e energeticamente.

 

A tua emanação de amor pode ser aquela que acalma o coração ferido de uma pessoa que está prestes a se tornar violenta. O teu sussurro telepático pode ser aquele que acalma uma alma que estava com tanta dor que ela se preparava para sair do planeta pelas próprias mãos. O teu amor pode ser uma onda de paz que eleva um espírito antes que ele caia nos abismos do desespero e da resignação. Pode ser até que nunca encontre essas almas. Pode ser que nunca as conheças. No entanto, na profundidade da tua essência partilhada, no chamado inconsciente colectivo, o teu Amor e a tua Vibração são muito importantes. 

 

Ama - conscientemente, intencionalmente, a cada momento tudo o que puderes. Ama a sua tecnologia que usas para comunicar. Lava os teus pratos com amor. Quando estiveres a conduzir o teu carro ou a fazer qualquer tarefas mundana, repita verdades simples como se as pudesse sussurrar para todas as almas. "Tu és muito amado. Tu és muito importante." Diz sussurrando internamente: “Eu amo-te” para qualquer pessoa, qualquer coisa e tudo o que quiseres e puderes, mesmo que na privacidade do teu próprio coração. “Eu amo-te, Terra. Eu o amo-te querido estranho neste supermercado. Eu amo a Luz dentro de ti, querida alma, nas notícias cujas palavras eu não suporto. Eu o amo, raça humana. Eu quero que saibas hoje o quanto és amado.”

 

Cada um de nós é LUZ nesta terra. Cada um de nós é uma espécie de parteira de uma realidade nova e Maior. Cada um de nós somos as mãos, os olhos, o coração do Divino. Amem em todos os lugares e em qualquer lugar que puderem, pois nenhuma emanação de amor é insignificante. As tuas escolhas aparentemente pequenas podem muito bem ser a vibração que muda o equilíbrio num coração ferido.


E por tudo isto também sente-te sempre muito AMADO...

 

(Parte do texto, adaptado, de uma canalização dos Anjos, realizada por Ann Albers a 15 de Novembro 2020)

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Rico e Tolo


Conta-se que um homem rico e tolo vivia cheio de inveja de outro, por este ter uma casa de três andares sendo este último deslumbrante, enquanto que a sua casa apenas tinha dois andares.

Assim, decidido a ter uma casa também de três andares, com este último ainda mais apelativo que o do outro, mandou construir uma casa a um empreiteiro. Quando este começou a construção quis saber onde e como poderia começar a construir as fundações, mas o homem rico e tolo, não queria saber de nada disso, o que ele queria e desejava é ter um terceiro andar ainda melhor. Por isso não lhe dava respostas e acabou por o despedir e procurar outro.

Várias vezes assim o fez até acabar por falecer sem conseguir concretizar o seu desejo de ter uma casa com um terceiro andar, desbaratando toda a sua fortuna.

Tu aí que andas atrás de gurus, porque eles te encantam ou simplesmente porque tens inveja dos seus dons ou das suas capacidades de ligação com o mundo do além, não sejas como o rico tolo. Dedica-te primeiro às “fundações” da tua própria espiritualidade, lembra-te que todos temos dons inexplorados que ainda se encontram por revelar, mas para tal tens de te esforçar e construir umas “fundações” sólidas da tua própria espiritualidade, para que sobre elas possas construir novos níveis de sabedoria e conhecimento para depois adquirires os dons que tanto almejas.

Sem esforço, estudo e dedicação nunca conseguirás atingir os teus objectivos quer pessoais nesta vida, como ao nível espiritual na tua própria eternidade. Para tal, necessitas antes de mais, de ter paciência e humildade suficiente para poderes aprender, pois só com um bom processo de aprendizagem construirás essas fundações sólidas que precisas para construíres todos os níveis de sabedoria superior que o Universo tem para te oferecer.

Claro que o caminho mais simples é seguir cegamente a quem tu admiras, pois estás cheia de limitações e condicionamentos que te fazem ter a expectativa de que bastará copiar, ou simplesmente imitar, para obteres os mesmos resultados.

Ao pensares assim não passas de um “rico tolo” que quer usufruir do terceiro andar sem se preocupar com tudo o que lhe dá suporte.

Por isso pergunta-te primeiro, antes de seres um mero seguidor de alguém: Estarei eu a esforçar-me o suficiente? É este o meu verdadeiramente caminho? Lembra-te sempre que toda a base da tua espiritualidade deve ser uma boa ligação com o teu Eu Superior, através da meditação. Esse é que é o teu verdadeiro Guru.

Por isso eu pergunto-te. Como está a tua relação com o teu Eu Superior? Encontram-se todos os dias? Falam e discutem sobre ti? Já acertaram um verdadeiro caminho para os próximos tempos?

Não?!?!? Ainda não sabes ou não te consegues religar ao teu Eu Superior? Tens a certeza que já te esforçaste o suficiente?

Então cuida que tenhas a verdadeira humildade e paciência para ires ao encontro de quem verdadeiramente És. Não precisas de imitar, deixar-te influenciar e seguires cegamente alguém ou até alguma religião.

Lembra-te que pior cego não é aquele que não vê, mas antes aquele que não quer ver.

Fica bem


(A Mónada)

terça-feira, 3 de novembro de 2020

Ter Esperança


Mesmo quando tudo parece perdido e a situação que vives é caótica, há que ter sempre Esperança. A Esperança é a chave para todos os milagres, mesmo aqueles que te possam parecer mais impossível de acontecer.

No Universo tudo o que parece impossível só o é, até acontecer. Quando acontece verificamos que afinal não era assim tão imprevisível e procuramos encontrar todas as razões que tornaram possível esse acontecimento.

Isto parecem ser afirmações vagas e inconsequentes, mas no entanto são a base de todas as manifestações físicas no Mundo das Formas em que encarnaste. Nada é impossível. Na matemática a lei das probabilidades desde logo demonstra que nada é impossível nem nada é absolutamente seguro.

Dito isto, tu aí que estás à beira do abismo, que estás em sofrimento porque tens medo do que o futuro te reserva. Tu que estás desesperado e te encontras num “beco sem saída”, por favor não faças nada enquanto estiveres a viver esse estado de espírito. É nessas alturas que se cometem os maiores erros, pois nada existe previamente antes que aconteça.

Eleva a tua mente a Deus, acredita no teu milagre, confia que tudo se irá resolver pelo melhor dentro do Plano Divino que te é destinado e entrega-te a Ele. Se tens de fazer alguma coisa, então segue o que a tua consciência te ditar para que possas de alguma forma encontrar a tua paz interior. Sê corajoso pois a sorte bafeja sempre os que ousam transpor os seus próprios limites.

Ter Esperança é a força que fará com que se alterem todas as condições externas em que estás envolvido. Pode não ser de imediato, mas seguindo a lei de: “Assim na Terra como no Céu. Assim será cá fora o que existir em teu interior”, então a Esperança é sempre o primeiro passo para a resolução de qualquer problema.

Usa a tua mente para mudares. Se mudas os teus pensamentos derrotistas e desesperados para outros onde gostarias de estar e ser, então começas a mudar a tua energia interior, começando-se desde logo a estabelecer emocionalmente dentro de ti todas as condições para que possas atrair para a tua vida o que desejas mais que aconteça.

Esforça-te para através da tua imaginação te veres numa outra situação, já com o teu problema resolvido, sente o que internamente isso representa para ti. Vive através do teu interior esse momento sem dor nem sofrimento, e mesmo que haja dor física insuportável, vê-te para além dessa dor em profunda paz.

Agora em plena crise Pandémica viver a esperança de que tudo vai ficar bem é mais do que nunca necessário. Tu aí que lês estas palavras espalha esta boa nova...

Assume a tua Esperança vivendo-a em plenitude e AMOR.

Lembra-te sempre que és um filho muito amado por DEUS, e que ELE nunca te deixará desamparado mesmo quando te sentes desligado Dele.

Fica bem...


(A Mónada)