sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

FELIZ ANO de 2017




UMA EXCELENTE ENTRADA NO ANO DE

2017



Que o vosso coração seja, em todos os dias deste
novo ano
banhado pela


LUZ do AMOR

Fiquem bem

(A Mónada) e MARLIZ

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Deus existe. Torna-o presente em teu coração


Na Alemanha no inicio do século XX, durante uma conferência com vários universitários, um professor da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta:
- Deus criou tudo o que existe?
Um aluno respondeu valentemente:
- Sim, Ele criou…
- Deus criou tudo? Perguntou novamente o professor.
- Sim senhor, respondeu o jovem.
Então o professor afirmou:
- Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal. Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau...
O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, regozijava-se de ter provado mais uma vez que a fé era um mito.
Outro estudante levantou a mão e disse:
- Posso fazer uma pergunta, professor?
- Claro!, disse o professor.
O jovem ficou de pé e perguntou:
- Professor, o frio existe?
- Que pergunta é essa? Claro que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?
O rapaz respondeu:
- De facto, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é a ausência de calor. Todo corpo físico é susceptível de deter calor e transmitir energia. O calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmita energia. O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de transmitir energia, mas o frio não existe. Nós criámos essa crença para descrever como nos sentimos se não temos calor.
- E, existe a escuridão? Continuou o estudante.
O professor respondeu:
- Existe.
O estudante respondeu:
- Novamente comete um erro, professor, a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz. A luz pode-se estudar, a escuridão não! Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que é constituida, com seus diferentes comprimentos de ondas. A escuridão não! Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz. Como pode saber quão escuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço, não é assim? Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente.
- Agora professor ainda acha que o mal existe? Questiou o aluno.
O professor respondeu:
- Claro que sim, é obvio que existe. Como disse, desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são o mal.
E o estudante respondeu:
- O mal não existe, pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo como nos casos anteriores. O mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.
Deus não criou o mal. Não é como a fé ou como o amor, que existem como existem o calor e a luz. O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações. É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.
Naquele dia no início do século XX, este jovem foi aplaudido de pé e o professor apenas balançou a cabeça e permaneceu calado.

Recuperado, o professor reconhecendo a sabedoria daquele jovem, perguntou-lhe qual era seu nome. O jovem respondeu:
Albert Einstein

Texto de autor desconhecido

Desconheço se esta história é verídica e de quem é o seu relato, mas faz-nos pensar na forma como nos colocamos perante a dualidade. Este professor reconheceu o seu erro... Somos nós capazes de reconhecer o nosso erro cada vez que temos formas de pensamento dual como ele? Não funcionamos normalmente assim também?

Albert Einstein, na sua já grande mestria e através da física, demonstra que tudo é Uno com Deus. Nesta unidade apenas poderá existir o afastamento de Deus, da nossa essência e com isso da LUZ. Podem sentir-se assim quando o vosso coração deixa de sentir amor também.

Deixem então de se julgar e assim também de criticar os outros pois isso são formas de pensamento dual.


Vivam no AMOR e verão Deus em cada irmão também.

Fiquem bem. Fiquem em AMOR...

(A Mónada)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

FELIZ NATAL de 2016

Chegámos ao momento em que todos vamos celebrar o renascimento da energia de Sananda em nós. Este é o momento de nos voltarmos para o MESTRE e partilhar com ELE o AMOR e a LUZ, difundindo a PAZ por todo o Planeta...


FELIZ NATAL PARA TODOS


FELIZ NATAL NA TERRA E NO CÉU...


Vivam-no em PAX... Muita LUZ... Muito AMOR e fiquem bem...

(A Mónada) e MARLIZ

domingo, 18 de dezembro de 2016

365 dias com o espírito do NATAL



O tempo corre veloz, e heis-nos de novo a viver mais uma época natalícia. Dizem por aí que é tempo de reunir as famílias, trocar presentes, partilhar AMOR, será que isto é a Verdade mais profunda que guarda cada Coração Humano nesta altura?

Se nos permitirmos sentir o que nos diz o Coração, podemos perceber que, realmente, esta não é a Verdade do Natal. Celebrar o Natal, é viver esta época, em Jesus e com Jesus, pois é nesta altura do ano, que se festeja o seu nascimento e o propósito da sua vinda a este amado Planeta, ou seja dar a conhecer aos seres humanos, a sua Luz e a sua Imortalidade, e a partir deste sentir, partilhar então em Amor e Comunhão com todos os Seres que nos rodeiam.

Assim o que temos vindo a observar é algo longe deste pressuposto. O Natal é festejado, no meio de grande desperdício, de opulência, no apelo desenfreado ao consumismo, no ritmo alucinante do frenesim das compras, na hipocresia de sentimentos, na falta de respeito pela dignidade humana e pelo livre arbítrio de cada um, sendo que a palavra Jesus, praticamente já nem é proferida na maioria dos lares, isto porque Jesus há muito tempo que deixou de ser convidado para passar o Natal no seio das famílias.

Mas está na hora de reverter esta forma de estar, a mudança está aí, abrem-se as portas para um novo ciclo, Uma Nova Consciência irrompe em cada SER, e Jesus já não necessita de convite nem de uma data especial para ser lembrado para estar presente, porque ele já renasceu no Coração de cada UM, assim permitam que Ele se manifeste.

E agora que os ventos do Renascimento, envolvem este Amado Planeta com a celebração de mais um Natal, a Luz de JESUS envolve todos os Seres, lembrando a todos que só em AMOR, viverão em Paz, mas não apenas nos dias 24 e 25 de Dezembro, mas sim nos 365 dias de cada ano, porque no CORAÇÂO de Jesus o Natal é festejado todos os dias.

Assim neste Natal, lembrem-se de todos os Seres, orem pelos amigos e também pelos que não o são, pela Mãe Terra, abram o vosso Coração aos necessitados de carinho e de bens essenciais, porque um pouco do excesso de cada um, torna-se na Alegria e no Aconchego, dos que mais nessitam, e que sofrem nas mãos da indiferença da sociedade que os rodeia. E AGORA É SÓ ALARGAR ESTE SENTIMENTO DE PARTILHA A TODOS OS DIAS DO ANO. Acreditem que não dói nada e torna o Coração pleno de AMOR pelo outro que SOU EU.

E assim, Jesus, o Mestre dos Mestres, disse: Praticai o AMOR Incondicional, esse dom Magistral que Mãe/Pai colocou em cada Coração. AMAI sem limites ultrapassando todas as barreiras, para trazer à LUZ das Consciências O PODER DO VERDADEIRO AMOR. Só este PODER resgatará a Humanidade para a LUZ ETERNA, este é o Maior Presente deste Natal.


ESTE É O TESOURO DE JESUS NESTA SUA SEGUNDA VINDA.

Desejo a todos quantos nos visitam, um SANTO NATAL, que a Luz de Jesus encha os vossos lares e os vossos Corações.

Fiquem na minha Paz

EU SOU A VOZ DO CORAÇÃO

EU SOU

MARLIZ

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Mecanismos do pensamento Humano


Uma das mentiras do sistema de pensamento Humano é a ideia de que tudo o que é, tem de ser explicado e entrar no mecanismo de repressão da mente. Saber o porquê é outras das ilusões em que vivemos. Porque senão vejamos…

Quem é que nos apresenta a razão ou a explicação? A mente procura nos seus arquivos das especulações do passado algo que possa ser uma boa ideia. Estamos completamente amarrados a explicações que nada têm que ver com a verdade do que se passa. O pensamento racional assume que a maneira como a informação é associada na mente, por uma mente condicionada, confusa, cansada e incerta, é a resposta certa e segura a tudo o que é… Mas não é.

A vida acontece para além dos significados que a mente condicionada lhe dá. Teremos de ousar ir para além da zona desconhecida para acedermos às imensas possibilidades que a consciência do Ser de LUZ que somos de facto nos oferece.

Querer fugir dos problemas, da sensação de inadequação ou incapacidade, não nos liberta, pelo contrário.

Quanto mais queremos fugir do que nos atormenta ou preocupa, mais nos deixamos perseguir pelo fantasma da resistência que oferecemos.

A mente diz-nos que devemos fugir daquilo que nos fará mal, emprestando-nos o falso senso de refúgio e segurança. Na verdade, é o próprio acto de fuga que nos enfraquece e impede de mudar a experiência que a mente nos ofereceu.

Enfrentar o momento, neutralizando o seu significado, é a forma mais segura de conquistarmos a paz e de mudarmos a realidade.

Além dos falsos porquês que justificam tudo o que é, numa realidade iludida, a mente cria regras dentro das quais parecemos estruturar e consolidar o nosso sentido de identidade. Como uma espécie de ilhas isoladas e solitárias, frágeis e vulneráveis, procuramos nos outros ou nas coisas que nos rodeiam, algo que nos acrescente valor e significado.

O acto de valorizar e dar significado ao que é, em vez de nos permitir uma relação fluida e plena com o Todo, reforça a separação e o sentido de insuficiência. O problema é que atribuímos valor ao que a mente decide ser importante ou relevante para gerar um determinado tipo de vivência ou experiência. Mas a mente deixa-se muitas vezes alimentar a partir do contraste entre opostos, isto é, a partir de conceitos que por si mesmos já são meras fantasias.

Não podemos dar valor a algo que não tenha significado. O valor é atribuído para garantir a permanência do significado, reparem que se algo tiver valor para nós é porque de alguma forma nos compensa perante a sensação de não sermos suficientes e por isso, e por muito estranho te possa parecer, tudo ao qual atribuímos valor, cria a ilusão de que nesse valor está um pouco de nós.

Repara que sendo assim, o valor está associado ao significado do que vemos e o mundo torna-se para nós num imenso depósito de “post its” sobre o qual a mente vai projectando valor.

Sobre esta forma de percepcionar o mundo jaze a nossa personalidade, o nosso ego, aquilo que acreditamos sermos nós… mas não somos… não somos só isso.

Não existe personalidade alguma, por mais brilhante que seja, que possa ser comparável a Quem tu és.

Tu ÉS A IMENSA LUZ encarnada PLENA DE AMOR de Mãe/Pai. Por isso tu és a Filha/Filho.

Em comunhão com DEUS tudo és toda a potencialidade da CRIAÇÃO.

Por isso tu és muito AMADO.

Fica bem...


(A Mónada)

(Texto adaptado e retirado do livro: O Acordar do Génio Humano)

sábado, 10 de dezembro de 2016

Lei do AMOR


Considerando ser o Amor o maior de todos os agentes de Utilidade Pública, 



PROCLAMA-SE O QUE SEGUE: 


Artigo 1º - 
O amor pode apropriar-se de todo e qualquer coração, com ou sem anuência do dono.
 
Artigo 2º - 
Em presença de sentimentos inferiores, tais como a raiva, o ódio e o ressentimento, ao Amor é permitido julgá-los e extraditá-los sem direito a reconsideração da pena. 
Artigo 3º 
- O Amor deve ser respeitado em todas as suas formas, sejam elas dirigidas a pessoas, coisas, vegetais ou animais. 


Artigo 4º - 
Ao Amor é sempre permitida a companhia do perdão, pois que sem este ele está falsificado. 
Artigo 5º 
- O Amor tem o direito de ficar cego, surdo e mudo quando em presença de maledicências e pode apresentar-se como agente de paz diante de desarmonias e atos prejudiciais a todos os seres do planeta. 


Artigo 6º 
- O Amor tem licença plena para manifestar-se livremente, independente de raça, credo ou religião. Ele é incondicionalmente livre para viver em seu habitat natural: o coração. 


Artigo 7º 
- O Amor é bússola que aponta o caminho para a Felicidade e assim deve ser indiscutivelmente reconhecido. 


Artigo 8º 
- A todo aquele que banir o Amor do seu coração será imputada a pena de solidão, isolamento e sofrimento perpétuos. 


Artigo 9º 
- O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores, perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais. 
Artigo 10º 
- Ao Amor não se aplicam Leis Trabalhistas: Ele pode exercer suas funções 24hrs por dia durante TODOS os dias do ano. 


Artigo 11º 
- Quando o Amor entra em corações, deve ser bem recebido, bem tratado, bem nutrido e absolutamente livre para agir 
em prol de todos os envolvidos por ele. 


Artigo 12º 
- Em nenhuma hipótese o Amor deverá ser álibi para atitudes de más intenções, tais como usá-lo como desculpa para enganar, iludir ou controlar corações. Também nunca poderá ser instrumento de brincadeira com o sentimento do homem ou da mulher. 

Artigo 13º - 
Toda e qualquer tentativa de matar o Amor será tratada pelo Universo como crime contra a vida do próprio mandante. 
Artigo 14º - 
O Amor é partidário da Lei de Causa e Efeito: Ele pode partir em definitivo da Vida daqueles que optam pelo sofrimento diante das adversidades, e também daqueles que se deixam cair em abandono.

Artigo 15º 
- Ao Amor nada deve ser acrescentado e Dele também nada retirado, posto ser o mais perfeito de todos os sentimentos 
e manifestação absoluta de Deus.

Parágrafo Único: 
Os Direitos do Amor sempre protegerão os legítimos Direitos de Todos os Seres. 

REVOGUEM-SE TODAS AS DISPOSIÇÕES EM CONTRÁRIO! 



VIVA-O.... APENAS SINTA-O NA SUA PLENITUDE...

(de autor desconhecido)

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Vícios


"Vós já vistes pessoas embriagadas: os ziguezagues do seu andar estão também presentes no seu humor, que passa de um extremo a outro. Elas riem e depois choram; têm um ar de beatitude e depois de fúria; adormecem sobre a mesa ou partem tudo... Mas, na realidade, não é só o vinho que provoca a embriaguez, há pensamentos e sentimentos que se assemelham ao vinho: o ciúme, a cólera, os desejos sensuais, etc. Aqueles que são presa destes vinhos perdem-se nas brumas e nos vapores do plano astral, o seu procedimento e as suas decisões são pouco firmes.

Mas existe também uma embriaguez divina: o êxtase. E essa, pelo contrário, dá a visão clara, ilumina a consciência. Não é proibido embriagarmo-nos, foi Deus que inculcou esta necessidade no homem. Mas ele deve procurar a embriaguez no alto, na beleza, na luz, bebendo a água pura que jorra do cimo das montanhas espirituais. Bebei desta água e conhecereis uma embriaguez maravilhosa que vos dará o equilíbrio, a força e a clareza."

É um texto de Omraam Mikhaël Aïvanhov que nos serve de inspiração para comentarmos sobre as nossas vivências terrenas.

Como refere o autor não só com álcool se embriaga o ser humano. Também com os seus neurotransmissores o ser humano se pode viciar e ficar carente.

Isto quer dizer na prática que uma pessoa que na sua vivência tenha grande oscilações emocionais, fica viciada nas emissões de substâncias químicas produzidas pelas suas células nervosas. Tal como fica carente quando viciada em cocaína ou em outra qualquer droga.

Este simples fenómeno cientificamente provado, explica ao nível do nosso corpo e do nosso inconsciente que quando na nossa vida passamos por um período de fortes picos emocionais, de alguma forma ficamos viciados nessas mesmas emoções e tendencialmente procuramos mais vivências semelhantes, através dos nossos comportamentos e atitudes. Isto explica por exemplo todos aqueles que procuram desportos radicais, que ao ficarem viciados nas descargas de adrenalina, continuam procurando mais situações de risco.

De alguma forma esta é também a base fisiológica que explica a Lei da Atracção. Se nós nos viciamos a viver em sofrimento, então procuramos mais situações em que possamos sentir dor. Se nós nos viciamos em situações de violência de qualquer tipo, então procuramos situações extremas em que essa violência se pode desencadear.

Esta explicação fisiológica, da forma como o nosso corpo funciona, não nos pode servir de desculpa para não mudarmos a nossa vida. Tal como não serve de desculpa ao bêbado manter-se sempre embriagado ou ao fumador de tabaco continuar a consumir cigarros.

Deve antes dar-nos a base de reflexão de como podemos mudar a nossa realidade e projectar para o futuro uma vida mais calma e sadia… se de facto for essa a nossa escolha. Também, para aqueles que vivem permanentemente em sofrimento e dor ou em tristeza profunda, saibam que existe forma de sair dessa situação e por favor não continuem a sentirem-se vítimas das circunstâncias pois isso é uma imensa ilusão.

Tal como todos os viciados há que primeiro ganhar consciência da forma como se manifesta o vício em nós. Há que ter vontade e força de vontade para querer mudar e mudar.

Tal como vamos buscar e atrair situações de dor e sofrimento também podemos buscar situações de prazer e êxtase. Tudo depende da nossa mente e da forma como nos deixamos seduzir pela “droga” que nos vicia. No caso da viciação emocional, as drogas são neuropeptídeos que nós próprios produzimos em nosso corpo e por isso estão sempre disponíveis.

O que podemos então fazer para sair destes ciclos viciosos? – Perguntarão.

Basta de uma forma consciente procurarmos situações mais calma no domínio emocional. Sentir as emoções mas saber geri-las e ganhar consciência que mesmo depois da maior das adversidades há sempre novas oportunidades para uma vida melhor e reencontrar novos momentos de rara felicidade.

Ao acalmarmos a nossa mente e os nossos pensamentos vamos também reduzir a nossa carga emocional e por isso a nossa necessidade dessas “drogas” humanas.

É esta a caminhada que nos ensina o autor através da "embriaguez Divina" e do que ele nos revela. A meditação sistemática, as leituras, a música calma, o contacto com a Natureza, a redescoberta da beleza da vida, dos sabores, dos cheiros, da cor… são tudo processos de cura que nos levarão seguramente a outros níveis de consciência e ao bem-estar.

Está nas tuas mãos a escolha. O que preferes?

Não penses que não consegues… Começa já hoje e verás o milagre da mudança que vais operar na tua vida. Pois Deus ama imensamente todos os seus filhos e deseja incessantemente que eles atinjam a felicidade suprema de se assumirem como seu filhos muito amados.

Fiquem bem...

(A Mónada)

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Ser impecável é ser Verdadeiro


Depois de alguns dias de muita intensidade energética, tens andado agitado, posso dizer até confuso, nas tuas formas de enfrentar esta nova fase da Caminhada, não te preocupes, deixa fluir a Vida, porque ela é preciosa, estás aqui para aprender a expressão da divindade que se encontra no teu Interior, neste campo de dualidade, é normal errares, e não saberes ao certo qual a melhor atitude a tomar, perante determinadas situações, sente-te abençoado por errares, porque o erro é o Caminho para a Aprendizagem, só tens de estar atento aos sinais do teu coração, que te indicarão todas as soluçóes.

Repara numa coisa, não te esqueças que estás a sair de uma Vida de dualidade, para uma Vida orientada exclusivamente para o AMOR, não admira que te confundas, é uma novidade para ti, não estavas habituado a esta Nova Energia, que é a tua Essência em Manifestação.

Aproveita todos os momentos maravilhosos que a Vida te dá, eles não se repetem, porque a Vida é Movimento e Renovação, não os desperdices, em dias e dias entregues ao comodismo e à indiferença perante tudo o que te rodeia, porque isso será igualmente um desperdicio para a tua Alma, e assim sendo, deixa que a confusão que ainda sentes, se afaste de ti, e começa a Criar um Novo Mundo a partir do teu Coração. O Caminho vai ser longo para lá chegares, é Verdade, mas a recompensa vai ser Sublime, mas como sabes EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA, vem na minha direcção, não te desvies, larga tudo o que ainde te amarra à velha crença, muda a tua atitude perante tudo e todos, vive com Humildade, em Amor e sempre em Verdade, torna-te Impecável aos OLHOS DA LUZ. Esta é a forma de chegares ao destino, sem precalços de maior e com Alegria de quem vem de muito longe e chega a casa de Mãe/Pai, onde és esperado de braços abertos para te acolherem definitivamente na LUZ.

Mas toma bem atenção para não te perderes, pensa bem no que queres realmente manifestar neste Novo Mundo, porque nele só existirá AMOR,tens de trabalhar muito e ter muita força de Vontade para o alcançares plenamente. Não tentes enganar o teu próprio Coração, tens de serImpecável contigo próprio e com os outros, e com tudo o que faz parte da tua Vida, vou dar-te uns pequenos exemplos:

Deves falar sempre de acordo com os teus actos, porque não serve a ninguém, fazeres o que te apetece, e dares lições de moral aos outos de como devem agir, quando tu não o fazes, isto não faz sentido ninguém entenderá. Sendo assim sê Honesto, Respeitador e Verdadeiro, em todas as áreas da tua Vida, na tua família, nos teus relacionamentos, na tua actividade profissional, nas mais pequenas coisas do teu dia a dia, e não te deixes levar de vez enquando pela tentação de fazeres pequenas coisas que de maneira nenhuma fazem parte da Impecabilidade do Ser, como dizer pequenas mentiras, porque achas que não prejudicam ninguém, pequenas manipulações para obteres o que queres de forma pouco lícita, tratares os amigos de forma diferenciada, enfim uma série de situações que tu tão bem conheces, da tua dualidade, mas deixa-me dizer-te uma coisa, estás muito enganado, porque a energia que envolve a mentira, a trafulhice, a desonestidade, é a mesma, aches tu que o que fizeste não teve grande importância, e ela é muita intensa e bloqueia o teu Caminho interferindo e prejudicando o teu processo evolutivo.

EU sei que consegues entender o que te digo, embora tenhas tendência para colocar de lado aquilo que não queres encarar como a tua Verdade, por isso te causa conflito, mas só resolvendo estas questóes chegarás a uma Nova Vibração que te permitirá chegar à Nova Casa. Tens então de fixares a tua atenção e dedicares algum tempo do teu dia a observares as tuas atitudes, para perceberes o que realmente tens de corrigir em ti, e assim aos pouicos vais progredindo no Caminho da Luz, mas não te esqueças que quanto mais avanças, maior será a necessidade de Humildade, tem cuidado com o Ego que se vai querer manifestar, tentando desviar-te, por isso Harmoniza-te através da Verdade.

Ser Impecável é ser Verdadeiro, enfrentando o resultado, e procurando a solução para ultrapassar o impacto dessa mesma VERDADE.

ESPERO POR TI NA FREQUÊNCIA DO AMOR E DA SABEDORIA DO SER.

Fiquem na minha Paz

EU SOU

MARLIZ