domingo, 18 de agosto de 2019

O que faz um verdadeiro Mago


"Um mago verdadeiro sabe como fazer jorrar de si a luz. Essa luz, a sua aura, não só o rodeia e o protege, mas também lhe fornece a matéria para o seu trabalho. É graças a esta matéria subtil que ele pode criar e manifestar o seu poder. Nem sequer é necessário ele pronunciar palavras, basta que projete o seu pensamento, isso já é como se falasse. É a esta palavra interior – real, poderosa, mágica – que também se chama “verbo”.

O verbo é um pensamento que ainda não se traduziu em palavras, mas já se exprime no invisível por formas, cores, sons. As pedras, as plantas, os animais e os humanos compreendem esta linguagem; e os planetas, as estrelas, os Anjos e os Arcanjos também a compreendem. 

No mundo invisível, as entidades não falam umas com as outras usando palavras de uma língua, mas sim cores, formas, melodias, que emanam delas, e cada uma sabe interpretar imediatamente essa linguagem."

Mais um belo texto de Omraam Mikhaël Aïvanhov para nos lembrar que devemos cuidar dos nossos dos nossos pensamentos e das emoções que eles produzem. Tudo isso se transforma em vibrações que se transmitem através de campos electromagnéticos subtis. Por isso se a nossa vista (olhos) tivessem a capacidade de captar essas vibrações iriamos poder observar uma constante mutação de cores consoantes a forma de pensamentos e sentimentos que íamos produzindo.

Na prática sempre que comunicamos com palavras também comunicamos com vibrações e essas interferem brutalmente com as vibrações dos demais.

Por isso no texto refere-se que um Mago de LUZ nem sequer precisa de falar, onde quer que vá ou esteja, basta projetar a sua LUZ (matéria para o seu trabalho) para outro Ser ou situação para que tudo possa mudar. Essa é a sua capacidade e poder enquanto Mago e será tanto melhor quanto melhor for as suas criações mentais e emocionais em todo e qualquer momento, mesmo quando estiver sozinho.

Há quem diga que ter maus pensamentos ou sentimentos, seja para quem for ou relativo ao que for, não tem importância nenhuma, inclusivamente pode ajudar à própria pessoa a libertar-se da densidade ou das emoções que ficaram bloqueadas pelo seu propósito de se libertar do seu próprio ego. Ora como podemos ver não há nada de mais errado e embora te possas sentir numa primeira fase mais aliviado por teres libertado essas emoções, o que acontece é que os campos electromagnéticos produzidos acabam por te afectar mais profundamente a ti mesmo e se tens dúvidas então informa-te sobre os trabalhos científicos de Masaru Emoto para o melhor entenderes.

Por isso não deves sequer tentar oprimir-te ou coibir-te desses pensamento. Começa antes por melhorar ou dirigir o verbo para outros objectivos retirando dele toda a crítica, julgamento, objeção e até a forma mais subtil de crítica que é a de colocar rótulos de acordo com os teus padrões morais e éticos, que não passam de meras regras sociais.

Se não fizeres esse esforço então nunca te tornarás um verdadeiro Mago de LUZ. Se verdadeiramente queres ouvir e sentir a presença de todas as entidades de LUZ que te assistem, então começa já hoje a trabalhar a tua mente e a dominar o teu ego. 

Fica bem

(A Mónada)

domingo, 11 de agosto de 2019

NA FREQUÊNCIA DO AMOR E DA SABEDORIA DO SER


Depois de alguns dias de muita intensidade energética, tens andado agitado, posso dizer até confuso, nas tuas formas de enfrentar esta nova fase da Caminhada, não te preocupes, deixa fluir a Vida, porque ela é preciosa, estás aqui para aprender a expressão da divindade que se encontra no teu Interior, neste campo de dualidade, é normal errares, e não saberes ao certo qual a melhor atitude a tomar, perante determinadas situações, sente-te abençoado por errares, porque o erro é o Caminho para a Aprendizagem, só tens de estar atento aos sinais do teu coração, que te indicarão todas as soluçóes.

Repara numa coisa, não te esqueças que estás a sair de uma Vida de dualidade, para uma Vida orientada exclusivamente para o AMOR, não admira que te confundas, é uma novidade para ti, não estavas habituado a esta Nova Energia, que é a tua Essência em Manifestação.

Aproveita todos os momentos maravilhosos que a Vida te dá, eles não se repetem, porque a Vida é Movimento e Renovação, não os desperdices, em dias e dias entregues ao comodismo e à indiferença perante tudo o que te rodeia, porque isso será igualmente um desperdicio para a tua Alma, e assim sendo, deixa que a confusão que ainda sentes, se afaste de ti, e começa a Criar um Novo Mundo a partir do teu Coração. O Caminho vai ser longo para lá chegares, é Verdade, mas a recompensa vai ser Sublime, mas como sabes EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA, vem na minha direcção, não te desvies, larga tudo o que ainde te amarra à velha crença, muda a tua atitude perante tudo e todos, vive com Humildade, em Amor e sempre em Verdade, torna-te Impecável aos OLHOS DA LUZ. Esta é a forma de chegares ao destino, sem precalços de maior e com Alegria de quem vem de muito longe e chega a casa de Mãe/Pai, onde és esperado de braços abertos para te acolherem definitivamente na LUZ.

Mas toma bem atenção para não te perderes, pensa bem no que queres realmente manifestar neste Novo Mundo, porque nele só existirá AMOR,tens de trabalhar muito e ter muita força de Vontade para o alcançares plenamente. Não tentes enganar o teu próprio Coração, tens de serImpecável contigo próprio e com os outros, e com tudo o que faz parte da tua Vida, vou dar-te uns pequenos exemplos:

- Deves falar sempre de acordo com os teus actos, porque não serve a ninguém, fazeres o que te apetece, e dares lições de moral aos outos de como devem agir, quando tu não o fazes, isto não faz sentido ninguém entenderá. Sendo assim sê Honesto, Respeitador e Verdadeiro, em todas as áreas da tua Vida, na tua família, nos teus relacionamentos, na tua actividade profissional, nas mais pequenas coisas do teu dia a dia, e não te deixes levar de vez enquando pela tentação de fazeres pequenas coisas que de maneira nenhuma fazem parte da Impecabilidade do Ser, como dizer pequenas mentiras, porque achas que não prejudicam ninguém, pequenas manipulações para obteres o que queres de forma pouco lícita, tratares os amigos de forma diferenciada, enfim uma série de situações que tu tão bem conheces, da tua dualidade, mas deixa-me dizer-te uma coisa, estás muito enganado, porque a energia que envolve a mentira, a trafulhice, a desonestidade, é a mesma, aches tu que o que fizeste não teve grande importância, e ela é muita intensa e bloqueia o teu Caminho interferindo e prejudicando o teu processo evolutivo.

EU sei que consegues entender o que te digo, embora tenhas tendência para colocar de lado aquilo que não queres encarar como a tua Verdade, por isso te causa conflito, mas só resolvendo estas questóes chegarás a uma Nova Vibração que te permitirá chegar à Nova Casa. Tens então de fixares a tua atenção e dedicares algum tempo do teu dia a observares as tuas atitudes, para perceberes o que realmente tens de corrigir em ti, e assim aos pouicos vais progredindo no Caminho da Luz, mas não te esqueças que quanto mais avanças, maior será a necessidade de Humildade, tem cuidado com o Ego que se vai querer manifestar, tentando desviar-te, por isso Harmoniza-te através da Verdade.

Ser Impecável é ser Verdadeiro, enfrentando o resultado, e procurando a solução para ultrapassar o impacto dessa mesma VERDADE.

ESPERO POR TI NA FREQUÊNCIA DO AMOR E DA SABEDORIA DO SER.


Fiquem na minha Paz

EU SOU A VOZ DO CORAÇÃO


EU SOU

MARLIZ

domingo, 4 de agosto de 2019

Projeção de Negatividade

"Vós achais que a vida é difícil, e é verdade; achais que os humanos são, muitas vezes, maus e ingratos, o que também é verdade. Mas será isso razão para estardes sempre revoltados, indignados, azedos? Não vos dais conta de que, com essa atitude, acabais por prejudicar-vos?
Alguns dirão que não conseguem deixar de ficar indignados com aquilo que acontece no mundo e que, se se prejudicam, ninguém pode censurá-los por isso, pois é só a si próprios que estão a fazer mal. Pois bem, este raciocínio prova que eles não têm uma compreensão correcta das coisas.
Os humanos estão todos ligados uns aos outros e, se vós estiverdes tristes, deprimidos, sombrios, isso reflecte-se nas pessoas com quem vos relacionais. Não desejais fazer mal a ninguém? Aparentemente, isso é verdade, não fazeis mal às pessoas, mas, na realidade, fazeis, porque propagais ondas e partículas negativas. Vós julgais-vos separados dos outros, mas estais enganados: os vossos pensamentos e os vossos sentimentos agem sobre os vossos pais, os vossos amigos, até sobre os animais, as plantas e os objectos que vos rodeiam. Aqueles que fazem mal a si próprios fazem mal ao mundo inteiro; por isso, não são mais inocentes do que aqueles contra os quais se indignam."

Palavras sábias de Omraam Mikhaël Aïvanhov que nos ensina que não é apenas a nós que prejudicamos quando pensamos mal de nós… seja a que nível for…

Por exemplo: Tu que te irritas com o teu filho pois ele não assume um comportamento ou atitude de acordo com os teus valores ou padrões morais, então ganha consciência que este estado de irritação não te prejudica apenas a ti… de facto vais ficar de tal forma denso que com facilidade vais falar rispidamente com todas as outras pessoas com quem vais interagir, devido ao teu estado de irritação. Mas se isso para ti ainda é insuficiente, então sabe que os padrões morais ou valores que defendes para o teu filho não tem de ser os dele… pois ainda não deste entendimento que esses valores e padrões fazem parte do teu ego e fazeres juízos e críticas sobre os comportamentos e atitudes alheias podem levar-te  a graves erros de análise… pois ao fazê-lo confrontas-te com a tua realidade e esta não é a realidade dos outros.

Com isto não quero dizer-te que não devas ensinar ao teu filho os teus próprios valores morais… claro que sim. Mas também tens de lhe dar o espaço próprio para ele os assimilar e a partir daí fazer a suas próprias escolhas, assumindo a consequência delas. Por isso de que te serve ficares irritado?

Como vez… o estado de irritação faz mal a ti, a todos os que te rodeiam e pode ainda agravar, por oposição, o resultado da tua educação. Por isso é extremamente negativo, para ti, para o teu filho, para todos as pessoas com quem te relacionas… e, talvez ainda não saibas,… mas de facto é também negativo para toda a Humanidade, pois todos os seres humanos estão interligados no que podemos chamar de campo unificado de consciência humana… ou se preferires no inconsciente colectivo de Todos nós.

O quê? Ainda continuas a querer sentir-te irritado? Porquê essa teimosia?

Então sabe que ao converteres essa irritação em num outro estado de relaxação e temperança, vais começar a ver a situação por outros ângulos e vais voltar ao teu centro. Aí através do teu amor vais perceber que a melhor forma de ensinares o teu filho é através do teu exemplo, e vais aceitando as suas escolhas e assim abrindo espaço para uma maior compreensão e comunicação.

O Amor é isto mesmo… comunicar, partilhar, dar incondicionalmente o melhor de nós ao outro e sobretudo deixar que o outro siga com a sua própria vida e o com o seu destino, sabendo que este amor que tu sentes não se esgota nunca… porque é teu e a sua fonte és tu.

Sente-te por isso sempre muito Amado. E entende que todos os estados emocionais mais pesados não passam de manifestações pobres do teu Ego…

Fica bem

(A Mónada)

domingo, 28 de julho de 2019

O Deserto do teu Silêncio Interior


"Um deserto começa por parecer um lugar vazio, sem vida e, portanto, sem interesse ou, por vezes, até perigoso, e as pessoas procuram atravessá-lo o mais depressa possível. Na realidade, longe do barulho, da agitação e da desordem dos humanos, os desertos, tal como os cumes das montanhas, são lugares vivos, habitados. Os espíritos da Natureza, mas também certos seres muito evoluídos que já deixaram a terra, vêm aí refugiar-se para não serem perturbados nos seus trabalhos, e é possível aperceber-se da sua presença. 

No silêncio daquelas imensas extensões entre a terra e o céu, a alma tem a sensação de que regressa à Nascente original e de que aí se alimenta e sacia a sede.

É preciso ter aprendido, durante muito tempo, a manifestar o desapego, a renúncia às distrações, aos prazeres fáceis, para se encontrar no deserto um alimento espiritual. Só os santos, os Iniciados, o conseguem, e, naquele silêncio vivo, vibrante, o seu pensamento liberta-se para empreender um verdadeiro trabalho de criação."

Mais um maravilhoso texto de Omraam Mikhaël Aïvanhov que nos remete para a necessidade de praticarmos o desapego à distrações e aos prazeres fáceis, que muitas vezes achamos que correspondem à verdade aspiracional da nossa vida, para nos encontrarmos com o deserto do nosso silêncio interior, silêncio esse que refere como sendo vivo, onde o pensamento se liberta e a criação começa.

Lembremo-nos que os prazeres assim como as dores fazem parte da condição de sermos humanos, no entanto o sofrimento assim como a ilusão dos Egos inflados são as nossas maiores ilusões.

Ninguém te pede para te alienares da vida que tens nem da personalidade que assumes nesta vida, apenas te é sugerido que aprecies os momentos em que te encontras contigo mesmo, dentro do teu silêncio interior, como quando atravessas um deserto e te encontras com todas aquelas entidades ligadas à Natureza e que igualmente determinam a tua condição humana ainda que verdadeiramente sejas um espírito livre e cheio de LUZ.

Só assim te é permitido recriares-te em cada momento e poderes fazer as escolhas mais de acordo com a tua natureza de fractal de alma, plenamente consciente da tua multidimensionalidade e das tuas outras componentes de alma presentes em outras realidades paralelas.

Vive por isso o Deserto do teu Silêncio Interior como um acto de grande Amor, não só por ti mesmo, mas por todos os que te rodeiam, como se todos fossem tu mesmo, UNOS com DEUS que nos AMA.

Fica bem

(A Mónada)

P.S. - Não deixe de ler também as Energias para Agosto em NAVE AZUL Energias

domingo, 21 de julho de 2019

Bloqueios na Meditação


"Quereis meditar? Começai por apaziguar-vos. Não tenteis concentrar-vos enquanto não estiverdes calmos, senão provocareis choques às células do vosso cérebro, que não farão correctamente o seu trabalho. Como tudo o que existe, o cérebro tem uma inércia natural e vós não conseguis comunicar-lhe de imediato o movimento que desejais. Nunca esqueçais que as células do vosso organismo e, portanto, as do vosso cérebro, são criaturas vivas que não deveis forçar nem sobrecarregar.

Quando vos sentirdes descontraídos, apaziguados, podeis começar a mobilizar as vossas células na direcção que escolhestes. Mas, também em relação a esta fase, é preciso aprender a operar convenientemente. Quando ligais o motor do vosso carro, não o puxais imediatamente até mais de 100 km à hora. Pois bem, com o vosso cérebro também deveis proceder por etapas sucessivas, até ao momento em que sentis que, mentalmente, tendes a situação suficientemente dominada para vos concentrardes no tema que escolhestes. Sentireis, então, que todas as vossas células colaboram no vosso trabalho. Deste-lhes uma orientação tão boa que o vosso pensamento continua naturalmente nessa direcção."

Palavras sábias de Omraam Mikhaël Aïvanhov…

Vós que procurais o Senhor e não o encontrais na vossa vida saibais que não precisais mais de o procurar fora de vós. 


Cada ser humano é um Sacrário vivo e dentro dele vive uma pequeníssima parte de Deus Pai/Mãe que assim concebeu o seu filho à sua imagem e semelhança.

Porém através do Ego Humano e da nossa falta de percepção interior esquecemo-nos do que somos e de onde viemos. Nós somos AMOR e LUZ encarnados desde o nascimento por uma “fatiota” biológica constituída por triliões de células que contêm cada uma delas uma parte da nossa consciência.

De facto, o nosso corpo mais não é do que um conjunto de moléculas terrenas animadas pela energia consciencial Divina que nós somos e que por efeito dessa energia estão em permanente renovação. 

Segundo os médicos todas as células do nosso corpo se renovam pelo menos em cada sete anos (como sejam as que fazem parte dos nossos ossos). No entanto teimamos a prender-nos ao material, ao que vemos e sentimos como algo denso, desprezando e por vezes zombando, de tudo o que é mais subtil.

Para reencontrarmo-nos com o Senhor nosso Pai/Mãe Divino, só o poderemos fazer de duas maneiras: ou por meditação, indo reencontrarmo-nos com a nossa alma ou vendo o mesmo Senhor nosso Pai/Mãe Divino em todos os seres vivos e em particular nosso semelhante. Nesta segunda opção o problema é que nunca o conseguiremos reconhecer se nunca estivermos estado na Sua presença dentro de nós.

É esta comunhão com o Pai/Mãe Divino que a meditação proporciona e se a tendes bloqueada fazei como recomenda o autor do texto. Há que predispormo-nos a entrar no nosso Sacrário, em paz, serenos que iremos encontrar toda a compaixão e misericórdia de Deus por piores que nos julguemos.

De facto, a maior parte desses bloqueios acontecem quando queremos fugir da presença de Deus através da culpa que sentimos e da auto-punição que nos queremos infligir. Desde a nossa génese que assim é e ao qual muitas religiões apelidaram de pecado.

A boa notícia é que o pecado só existe enquanto estivermos afastados da nossa Divina presença e por isso nada nem ninguém nos pode afastar do nosso Pai/Mãe Divino, apenas o nosso Ego, nada mais.

Por isso fazei tão simplesmente como refere o autor e entregais-vos a ELE. ELE é o AMOR, ELE é o nosso Pai/Mãe que nos acolherá sempre em misericórdia pronto a perdoar-nos.

Serás tu capaz de te perdoar a ti próprio para poderes desbloquear a tua Meditação e viveres em estado de graça e em comunhão com Deus?

Sente-te profundamente AMADO desde já e recebe em teu peito todo o AMOR do Pai/Mãe e vive em Paz…

Fica bem…

(A Mónada)

domingo, 14 de julho de 2019

RENASCIMENTO


E…
Aqui renasço
Leve, doce…
Esbelta e ondulante,
Misteriosa no sentir
Na leveza
De cada movimento
Percorro todos 
Os recantos de mim,
Deleito-me
Na descoberta
Deste Novo Ser
Vibra em Mim 
O Som da Criação
Esta eterna sonoridade
Que se manifesta
No meu Coração
Através de um 
Novo pulsar de Luz
Expandindo 
A Obra Criadora
Através de novos raios
De Luz Compassiva
Libertando toda
A energia sagrada
Que este corpo de Mulher
Contém em cada célula
É o Renascer do Feminino
É o Movimento de AMOR
Expansão e Equílibrio
Para a CURA Universal
É assim que se manifesta
O Amor Incondicional
Desta Nova Deusa
EM MIM



QUE CADA MULHER ESTEJA ATENTA À SUA VOZ INTERIOR E DEIXE RENASCER A SUA DEUSA.


Fiquem na minha Paz

EU SOU A VOZ DO CORAÇÃO

EU SOU

MARLIZ

domingo, 7 de julho de 2019

As Energias Intensificam-se ainda mais este mês


Este mês está a ser rico em eventos astronómicos que de alguma forma estão a influenciar as nossas vidas, no entanto não determinam as nossas escolhas nem sequer nos podemos desculpar com eles. Cada um de nós é responsável pelas suas escolhas assumindo sempre as respectivas consequências. No entanto, tomar consciência desta influências ajuda a condicionar e a gerir melhor as nossas emoções, as nossas formas de pensamento e consequentemente os nossos comportamentos.

Assim vejamos:

A energia do eclipse solar de 2 de Julho passado, com a Lua Nova em Caranguejo acaba por dominar todo o mês de Julho. Logo um dia após desta Lua Nova, Vénus também entra em Caranguejo. O "clima" geral caracterizar-se-á por extrema sensibilidade e suscetibilidades diversas. Por evocar feridas antigas as emoções libertas acabam por condicionar as mais novas, a quadratura entre Vénus e o Quíron a 7 de Julho exige por isso muita atenção.

Marte, que entra na casa do Leão no momento do eclipse, nessa altura estará propenso a façanhas heroicas. Caso sejam irrefletidas, tais façanhas poderão facilmente passar por cima das presentes necessidades emocionais e propiciar problemas nos vossos relacionamentos. 

Por outro lado, o eclipse lunar de 16 de Julho próximo, durante a lua cheia que nessa altura entra em Capricórnio, leva-nos mais uma vez ao tema dominante do momento: o grande sofrimento que decorre das restrições, do vazio e do medo do futuro. Essas são algumas das questões ligadas à iminente conjunção entre Saturno e Plutão, que ocorrerá em lá para janeiro de 2020 e que trará consigo grandes desafios para todos nós. 

Porém mal haverá tempo para desânimo, pois em 25 de julho Marte formará um trígono com Júpiter em Sagitário e, em 29 de julho, o Sol já em Leão entrará em quadratura com Úrano. A visão de um mundo melhor, seja ela qual for, pode e deve ser projetada com coragem. Isto representa uma nova Esperança que um Mundo novo está agora a dar os seus primeiros passos.

Nem tudo nele será bom, mas as grandes transformações estarão agora finalmente em marcha não dando mais sustentação a novas guerras nem a catástrofes de ordem socioeconómica.

Devido às energias desencadeadas no princípio do mês vamos continuar a assistir ao Planeta a libertar-se de energias telúricas as quais terão maior impacto no anel de fogo do Pacífico. Por isso há que esperar outros abalos e tremores de Terra mais ou menos intensos, os quais não irão acontecer apenas nos Estados Unidos.

O momento é centrarmo-nos e meditarmos. A conexão às esferas superiores da nossa hierarquia irão mostrar-nos o que fazer e como reagir nas diversas situações e desafios que irão surgir.

Para além disso, o momento igualmente exige que nos foquemos no trabalho da limpeza e depuração da Energia do Sagrado Feminino Planetária, muito adulterada e ostracizada no passado, para que a nova Terra vá renascendo com as Energias mais equilibradas nos próximos tempos.

Fiquem bem...

(A Mónada)

domingo, 30 de junho de 2019

Tome consciência da Grande União. Da grande Família Planetária.


A Lua Nova em Caranguejo que ocorreu no passado dia 24 de Junho influenciou o início deste mês de Julho, permitindo-nos entrar em contacto com a nossa faceta mais sensível e chamando a nossa atenção para a importância de estruturar e fortalecer tudo aquilo a que chamamos "casa" - o nosso lar, a família mais chegada, os amigos mais queridos, o local onde trabalhamos diariamente e também o nosso espaço interior, a estrutura interna onde assenta a base da nossa personalidade. 
Quíron, o nosso curador interior e que revela as nossas feridas mais profundas, entra em movimento retrógrado logo no dia 1 de Julho e assim continuará até dia 4 de Dezembro, convidando-nos à introspeção e à cura física e emocional.
Aproveite a primeira semana do mês para se concentrar no seu sentimento de pertença, fortalecendo a ligação à sua família e ao seu círculo de amigos, reconhecendo e valorizando a segurança que lhe trazem. Esta fase é propícia ao diálogo e à troca de ideias, mas embora haja  vontade de as por em prática é conveniente refletir bem antes de passar à ação sobretudo na formas como as comunicamos.
O eclipse solar de 2 de julho de 2019 só será visível no sul do Oceano Pacífico e na América do Sul. Todo o eclipse traz-nos incertezas O eclipse também gera uma tensão inconsciente, até por juntar Sol e Lua, dois elementos essenciais na Astrologia. Em função desta tensão, situações críticas têm mais chance de se resolver. Um relacionamento já com problemas, por exemplo, na época do eclipse pode tornar-se mais crítico. Neste caso é mais difícil manter a racionalidade (Sol) e por isso é muito mais difícil tentar chegar a um equilíbrio e harmonia.
Como o próprio fenómeno simboliza algo incomum, o período do eclipse também tende a sinalizar acontecimentos inesperados e reviravoltas. As pessoas podem mudar de comportamento, situações podem se inverter, bem como pode haver descobertas. Especialmente se houver algum ponto ou planeta do Mapa Astral envolvido. Por isto, tende a ser uma fase de mexidas. E elas tendem a acontecer nos assuntos regidos pelos signos envolvidos com o eclipse que no caso é o Caranguejo.
Assim o momento é claramente de retiro interior. É provável que se esteja mais susceptível do que nunca a todo o tipo de emoções e comportamentos. Conscientes disso, lembremo-nos quem verdadeiramente somos, tenhamos sempre consciência da nossa Unidade com todos. 
Todos somos Unos com a Fonte que tudo é. Todos somo UM.
Sintam-se agora que por isso nunca estão só. Sintam-se ternamente abraçados e sempre... sempre muito amados.
Fiquem bem...
(A Mónada)

domingo, 23 de junho de 2019

A Fé que move montanhas

Vós conheceis a expressão “ter uma fé que move montanhas”. Ela passou para a linguagem corrente e muitas pessoas usam-na sem saber que ela tem origem na passagem dos Evangelhos onde Jesus diz: «Se a vossa fé for como um grão de mostarda, podereis dizer àquela montanha: “Move-te para além!”, e ela mover-se-á.» 

Será que Jesus pensava realmente que os humanos poderiam fazer as montanhas deslocarem-se? Não, pois elas estão muito bem onde a Natureza as colocou. Então, que montanhas são essas de que Jesus fala? 

São montanhas situadas no intelecto, no coração e na vontade dos humanos, montanhas de escuridão, de egoísmo, de preguiça. Essas é que é preciso deslocar, o que só é possível com uma fé inabalável. Jesus, na Palestina, deslocou montanhas? Não, ele não se ocupava desse tipo de coisas. No entanto, ele deslocou montanhas, reinos e continentes inteiros na cabeça e no coração dos humanos.

Mais um excelente texto de Omraam Mikhaël Aïvanhov que nos leva a questionar-nos sobre a nossa fé. Mas fé em quê e em quem? – perguntaram alguns.

A fé de que aqui se fala é o aceitar a nossa essência Divina, o que significa acreditar que somos filhos de Deus e que dele somos parte integrante, que confiamos nos seus desígnios e que nos entregamos ao nosso propósito maior.

Dar assim uma definição parece simples, no entanto é de dificílima aplicação. A nossa ilusão da individualidade que fomos criando ao longo dos anos retiram-nos a ligação inicial que mantínhamos enquanto criança. A integridade e a falta de sermos genuínos retiram-nos a verdade da Unidade com o nosso criador.

Então, para que possamos nos voltar para a nossa essência, com o passar dos anos, a todo o Ser Humano acontecem diversos episódios que geram conflitos internos e as adversidades acontecem. São as crises.

Hoje é comum aceitarmos que vivemos numa crise de valores. Que não sabemos o que é certo e errado e o principal problema reside de que fazemos disto um cavalo de batalha. Vivemos num mundo dual em que parece fundamental discernir o bem do mal sem nos darmos conta que caminhamos para a Unidade com o nosso valor supremo que é Deus.

Tal como na física, quando nos referimos à escuridão como sendo a ausência de luz, assim o “mal”, é um mero afastamento do BEM supremo emanado do AMOR de Pai/Mãe e por isso como algo em si mesmo, ele não existe, tal como não existe a escuridão. Assim de facto, tal como não existe a escuridão, pois é apenas uma mera ausência de luz, também o mal em si mesmo não existe. Apenas existe a ilusão da separação deste BEM supremo.

Em nós, Seres Humanos em processo de aprimoramento e evolução, existe zonas mais e menos iluminadas. Nas menos reside o conceito do “mal” e de tudo o que geramos com essas vibrações mais densas.

Com o nosso permanente olhar para a LUZ do Amor incondicional do Pai/Mãe que agora nos chega por via de irradiação cósmica, desde o núcleo da Galáxia, somos permanente impulsionadas para as nossas crises, para que nos possamos libertar dessas áreas mais densas e de menor vibração. Para nos iluminarmos em todas as áreas e dimensões do nosso Ser.

É neste processo que entra a fé. É aqui que nós podemos mover as montanhas kármicas geradas por diversas encarnações passadas, pela nossa ancestralidade que determinou todo o desenvolvimento civilizacional e ainda pelas nossas representações em realidades paralelas.

São de facto montanhas enormes! Mas, como disse Jesus, é na fé que está a chave do nosso sucesso em todas as áreas da nossa vida.

Vivam pois na fé para que ela vos ilumine em cada crise por que tenhais de passar.

Fiquem bem

(A Mónada)

domingo, 16 de junho de 2019

As nossas duas Origens

Existem duas origens para vocês: uma é a biológica humana. A qual anunaquis, sirianos, pleiadianos, venusianos, canopianos… um total de 22 delegações fabricaram biologicamente a raça humana. Eles são os que vocês conhecem como deuses.
Porém, a alma de vocês não foi formatada na Terra! Espiritualmente vocês já existiam muito antes de virem para cá e já encarnavam em outros planetas. Vieram fazer uma experiência e aqui ficaram presos porque não estavam capacitados a viver a dualidade das emoções humanas. Ou seja, vocês mesmos eram esses extraterrestres que eu citei!
origem espiritual monádica, supramonádica do seu Eu Sou é ligada a Micah, a Cristo Miguel, a Mitch Ham Ell, a Shtareer e a todas essas hierarquias de luz, mas não à estrutura biológica da raça.
Vocês estão humanos, mas não são humanos!
Vocês já estiveram reptilianos, insectóides e outras formas mais, e voltarão a estar em novas formas.
Neste momento a experiência é no reino mamífero humano. É uma bagagem que estão adquirindo, que irão assimilar em nível de consciência e continuarão a jornada em outras esferas.
É importante que percebam que todas as formas de vida do universo são tão divinas quanto vocês! A energia primordial divina não tem forma, não tem imagem e é simplesmente energia. Isso é a Fonte.
Em cada planeta, em cada universo, a radiação assume uma forma para conseguir experienciar o processo co-criacional. Em outras palavras, todo filho de Deus deve voltar para Deus como Deus, como um co-criador com Deus. Este é o destino de todos nós, inclusive das entidades espirituais.
Essa jornada na escala temporal terrestre leva alguns bilhões de anos e é irreversível. Todos irão voltar à Fonte de alguma forma.
Shiva Hama Kur por Rodrigo Romo (retirado o site: http://www.rodrigoromo.com.br
É muito importante que ganhemos consciência destas Origens que todos nós temos.
Sem mais comentários...
Fiquem bem.
(A Mónada)

domingo, 9 de junho de 2019

Um delicado espírito de optimismo


Sente que uma brisa nova no ar trará consigo um delicado espírito de optimismo. 

Agora é hora de forjar planos e desenvolver ideias para melhorar as coisas no futuro.

Porém a quadratura em T entre o Sol, Neptuno e Júpiter amanhã, 10 de junho, sugere também uma certa discrepância entre o desejo e a realidade. Lembra-te de que as árvores não crescem no céu e toma cuidado se alguém te prometer tudo e mais qualquer coisa, pois podes cair num imenso logro por causa da forma como te poderás deslumbrar. Como Marte passará sobre os nodos lunares e entrará em oposição a Saturno e Plutão por volta de 19 de junho, nessa altura não será mais possível adiar ações necessárias.

Logo após da entrada do Sol no signo de Caranguejo, em 21 de Junho a marcar o solstício, outra quadratura em T se forma entre Vénus, Júpiter e Neptuno designadamente lá para 23 de junho. Esta fortalece as forças que afirmam a vida e a criatividade, mas também traz o risco de promover ilusões e subsequentes desilusões.

Se associarmos a isto o facto de Mercúrio ter entrado em retrógrado então tudo aquilo que desejamos e fazemos com a razão e não com o coração, torna-se complicado e cheio de obstáculos e incertezas.

Na prática isto significa que, mais que nunca, há que ter fé no nosso sentir para que tudo na nossa vida possa seguir o seu fluxo natural. Acreditar não chega, há que confiar e aceitar que tudo o que acontece tem uma razão de ser na nossa própria evolução mesmo que nos possa parecer adverso.

O momento é de optimismo perante as dificuldades e os obstáculos que se possam deparar. Sentir que eles podem contribuir para uma espécie de renascimento interior o qual requer uma mudança - ser capaz de ver o mundo através dos olhos de uma criança que se encanta e fica maravilhada perante o mistério da vida, sem a julgar em função de preconceitos e crenças. É preciso algum esforço para ver além do óbvio, ouvir abaixo do volume do medo ou sentir que se os objectivos que nos propusemos não forem alcançados, tal não te faça sentir desiludido e frustrado.

Estas energias inspiram-nos para uma maior partilha, solidariedade e envolvimento com o Mundo e com o Planeta. De alguma forma farão sentir-nos mais como parte integrante de Gaia e unidos com Ela.

Por isso aproveita e vive o momento, não deixando de tomar decisões e seguir com a tua vida para a frente, mas sempre vivendo o Presente, o Agora, e sentindo uma imensa comunhão e união com tudo e com todos.

Deixa fluir o Amor no teu coração.

Fica bem

(A Mónada)

domingo, 2 de junho de 2019

Mantenham o vosso Optimismo e a Fé


"Os pessimistas, geralmente, consideram-se grandes filósofos, grandes sábios, e o que é extraordinário é que eles conseguem convencer os outros disso mesmo. Na realidade, são grandes ambiciosos que desejam coisas impossíveis e que, não conseguindo realizá-las, se deixam levar pelo desgosto e pela misantropia.

Daí, retiram uma concepção enganosa da vida e dos humanos, que vão expor por toda a parte imaginando que assim demonstram uma grande profundidade de pensamento e uma grande lucidez. De modo nenhum, até é o contrário: o seu ponto de vista está completamente enevoado pelos seus humores negros.

É permitido ficar consternado, mas só por causa das dificuldades ou das infelicidades dos outros, não por causa das suas ambições e desejos frustrados. Quem cai frequentemente neste estado não é muito evoluído, pois esse pessimismo é-lhe geralmente inspirado pela sua natureza inferior sempre insatisfeita. Então, ele deve esforçar-se por sair dessa situação, senão nunca saberá o que é a verdadeira vida."

Este é um texto inspirador de Omraam Mikhaël Aïvanhov que nos leva a pensar em como nós somos por vezes tão pessimistas perante o que julgamos ser a realidade.

O problema é que o pessimismo é em si mesmo um bloqueio energético grave que vai fazer travar todo o processo de evolução pessoal, quer em termos do fluxo de energia que gostaríamos de trazer para as nossas vidas, como também no nosso processo de evolução interno.

Como o autor refere, é bem provável que por baixo de uma personalidade muito pessimista exista um Ego enorme e esmagador. Tendencialmente este tipo de pessoas sofrem e a fazem sofrer os outros, com o peso do seu grande Ego, e  se ainda por cima se arrogarem de intelectuais, então ainda pior, pois tudo que que sabem, tendem a aplicar nas suas teses derrotistas e na sua visão negativa sobre o mundo.

O pessimismo é pois uma energia muito densa e muito contagiosa, pois torna-se muito apelativa ao nossos corpos emocionais de dor, veja-se por exemplo que os programas de TV mais vistos, são normalmente os telejornais (notícias) normalmente cheio de reportagens de acidentes e catástrofes. Os media atuais exploram exaustivamente e continuamente o efeito emocional atrativo da negatividade e do pessimismo. Por oposição os anunciantes exploram todo o tipo de ofertas que possam proporcionar a felicidade pessoal, como se ela dependesse de um desodorizante ou de uma férias algures no estrangeiro, tentando apanhar os tempos de maior audiência, normalmente vendidos a preços mais elevados.

A pergunta que poderemos nos fazer, é como nos podemos libertar de toda esta negatividade e pessimismo?

Claro que uma solução óbvia seria ver muito menos televisão, sobretudo os telejornais, e todos aqueles programas, que para atrair audiências, exploram as emoções humanas até ao extremo (como exemplo os reality shows).

A outra é de nos lembrarmos continuamente o que somos e como devemos expressar o que somos.

Lembremo-nos pois que, não obstante tudo o que possa acontecer no mundo, cada ser humano é filho de Deus. Por isso tem dentro de si a centelha Divina do Pai/Mãe seu criador e por isso mesmo é na sua essência: LUZ, AMOR e PAZ.

Mas mais importante do que isso, é de nos lembrarmo-nos, que errar não é apenas humano, mas sim Cósmico e o erro, se existe de fato, depende sempre dos olhos que o classificam como tal.

Para se tornarem bem mais positivos, lembrem-se também que são sempre MUITO AMADOS por Pai/Mãe e sintam-se como tal.

Fiquem bem...

(A Mónada)