terça-feira, 15 de junho de 2010

A Vontade... ou a força de Vontade


Imaginem um barco navegando em mar alto e vejam o que lhe sucede quando um forte vento o empurra ou uma grande onda o fustiga. Olhem para o timoneiro e para o seu papel decisivo no manter da rota, para que o barco chegue ao porto de destino e de abrigo. Reparem agora quem faz mover o barco.

Sintam-se como um barco que não quer andar à deriva e deseja alcançar o porto de destino. O desejo empurra-o e muitas vezes desvia-o da rota. O desejo é como as fortes ondas do mar ou aquele vento fortíssimo que o faz mudar de rumo ainda que por pouco tempo.

O desejo actua normalmente por comparação com algo, que pode ser um arquétipo, uma pessoa, uma moda, ou simplesmente aquilo que no momento nos atrai. Estes desejos são as ondas ou os ventos que em muitas ocasiões nos fazem mudar de rumo.

A vontade é o timoneiro do nosso barco. Ele não faz força mas sabe direcionar o barco para o porto de destino desde que conheça a sua orientação. Essa orientação vem da nossa alma.

A força de vontade por sua vez é o motor do barco que o faz mover e contra ondas, ventos e tempestades no trará ao nosso destino. É a força que nos move mesmo que uma onda nos derrube ou nos faça até naufragar. A força de vontade é algo que nos fará alcançar os nossos objectivos.

Nas vossas escolhas sigam a vontade que é despoletada pelo sentir da vossa alma. Aprendam a distinguir a diferença, pois na alma habita a sabedoria divina. O desejo afasta-nos do nosso propósito maior e remete-nos para a ilusão da mente analítica que compara, mas não ama.

Assim no teu coração encontrarás sempre as respostas de que precisas para todas as situações. Orienta a tua vida por ela e deixa que força de vontade te conduza para o teu porto destino. Na Luz encontrarás o conforto da tua orientação e reconhecerás a tua própria sabedoria interior.

Ouve esse oráculo que existe dentro de ti. Se escutares essa sábia voz interior, poderás aprender como dar sentido às coisas e entender o que está acontecendo ao teu redor. Quando vais para dentro, a mente começa a acalmar-se e assentar. A vida torna-se mais ordenada e vais sentir-te mais contente e feliz. Começas também a sentir que agora podes ir em frente nessa jornada que irá te preencher.

É nesse momento sublime, em que nos encontramos com a nossa essência, que sentimos essa vontade sólida que nos orienta e a força que nos permitirá alcançar afinal o que primordialmente desejámos para a nossa Vida.
Sente essa voz em ti. Não te deixes confundir pelos desejos da mente.

Vive bem em PAZ e AMOR.

Fica bem,

(A Mónada)

2 comentários:

futurodanovaterra.blogspot.com disse...

É essa força de vontade que me fez chegar até esta postagem, para assuntos ao nível de nossa alma, devemos estar sempre prontos e abertos para fazer jus a esta força de vontade que é (divina)e é a que nos vai fazer chegar á nossa origem à casa de nosso Pai/Mãe....JO

A Mónada disse...

Assim é JO!

Um GRANDE abraço de LUZ e AMOR...

Fica bem