domingo, 5 de outubro de 2008

A Função Espelho


No cosmos a comunicação é feita por aquilo se conhece como sistema de espelhos, que permite que a energia flua sem distorção, imaculada, mantendo o seu timbre e a sua nota programática e arquetípica. Este sistema é ponto de equilíbrio do próprio universo onde nos encontramos, seja um planeta, um sistema solar, uma galáxia ou o cosmos como um todo. Ele é a garantia de que a Voz do Pai se faz ouvir em cada recanto da sua manifestação. Todos os outros sistemas de comunicação são falíveis e passíveis de serem interferidos por núcleos involutivos, mas não os espelhos. É por essa razão que a Hierarquia apenas usa o sistema de espelhos para a sua comunicação.

Os espelhos funcionam em planos supra-mentais e dessa forma não há como interferências de planos inferiores poderem contaminar a comunicação. Ele é realizado de coração a coração, seja o coração da Galáxia ou de um ser humano.

No planeta terra existem vários desses espelhos de amplitude cósmica, que conhecemos como centros Intraterrenos e que na verdade nada mais são que válvulas doseadoras da Vontade do Pai, defraccionando essa vontade na cor necessária para a consecução da Tarefa.

Para além desses espelhos maiores, existem os espelhos menores que podem, em muitos casos e cada vez em maior número, ser pessoas encarnadas que desempenharão essa função junto dos seus irmãos.

De entre as várias linhagens monádicas actualmente estabilizadas, existe uma muito específica que é a linhagem dos espelhos. Um ser que está a ser formado para ser um espelho, é um reflector da Vontade Divina para o seu ambiente, e a partir dessa reflexão um condutor directo de um coração maior para um coração menor.

Esta é uma das linhagens mais difíceis de serem estabilizadas num ser humano, pois implica que o ser tenha que se anular totalmente e se entregar de forma plena à Vontade Maior. Um espelho não coloca nada de seu naquilo que irradia, não direcciona, não manipula, apenas reflecte sem se ocupar mentalmente com aquilo que é reflectido. Ele é um instrumento para que cada ser possa contactar directamente a sua essência ou regência Hierárquica.

Um ser espelho formado é alguém que tem a capacidade, pela sua presença, de emitir para cada uma das pessoas que estão no mesmo ambiente aquilo que cada uma necessita receber, na dose exacta, sem se ocupar mentalmente com isso. O processo não passa sequer pelo seu consciente, ele apenas reflecte. É por isso que esta é uma das linhagens mais difíceis de estabilizar num ser, já que todos nós temos a tendência humana para nos apropriarmos e nos beneficiarmos com aquilo que não nos pertence.

Se um ser espelho não for fiel à sua linhagem e se se colocar como emissor, fazendo passar para os outros a ideia de que aquilo que está a ser emitido vem dele, não só ele estará a contrair para sim um carma tremendo, como estará a envolver os receptores dentro de uma malha hipnótica da qual eles com muita dificuldade conseguirão sair.

Porque se eu chego a uma sala onde um espelho se encontra e se este não for fiel à sua função, fazendo passar para todos a ideia de que aquilo que ele irá emitir vem dele como pessoa ou ser espiritual, a onda de Amor que eu irei receber, e que estará mesclada com o magnestismo pessoal dessa pessoa, irá prender-me imediatamente à sua presença fazendo-me acreditar que ele é que é o emissor dessa onda. Só que esse Amor que eu recebi não veio dele como indivíduo, mas veio através dele como espelho, sendo a sua origem a minha própria Alma. Ou seja, ficarei enamorado com a presença desse ser e deleitado com o Amor que eu julguei vir dele, quando na verdade eu estou é enamorado da minha própria essência que foi reflectida no espelho que ele é, ao qual ele não foi capaz de ser fiel como servidor do plano Evolutivo, apropriando-se do mesmo.

E se nós compreendermos que todo o mago negro foi em tempos um espelho em formação que se perdeu de si mesmo e que se apropriou dessa função para seu benefício, rapidamente percebemos o poder que está em jogo neste tipo de comportamento pois, como referi, serão cada vez mais os espelhos em formação e espera-se, para o bem de todos, que sejam muitos aqueles que consigam estabilizar em si essa função para actuarem como espelhos plenamente formados e obedientes à vontade do PAI.

Um espelho formado e alinhado com essa vontade, não coloca nada de seu naquilo que emite. E ao não colocar nada de seu, permitirá que cada ser receba de forma límpida, sem que a energia seja mesclada com o seu magnetismo, o Amor da sua própria Alma ou Hierarquia. E isto acontecerá de tal forma, que aquele ser que receber essa onda de Amor nem perceberá muitas vezes que foi o espelho que permitiu esse contacto, nem o espelho se ocupará em fazê-lo perceber que foi através dele que isso aconteceu. Tudo é feito no silêncio de quem nada quer para si; que da sua acção despojada apenas fica a expressão dessa Vontade Superior que nos deverá conduzir sempre pelos caminhos da verdadeira Vida.

É muito importante nos tempos de hoje que estejamos totalmente lúcidos sobre este processo, pois serão cada vez mais os espelhos em formação e, assim se espera, os espelhos plenamente formados. Que compreendamos, mesmo que a função espelho possa estar corrompida naquele que emite, que aquela onda de Amor não vem dele, mesmo que mesclada com o seu magnetismo, mas que vem da nossa própria Alma. E que aquele que se percebe dentro da linhagem dos espelhos, possa compreender que não deverá nunca colocar nada de seu que possa contaminar essa função; que ele, como espelho, apenas reflecte. E que se alguma vez for gerado um campo que dê espaço para que aquele que recebe possa julgar que o outro é o emissor, que este último tenha a firmeza necessária para esclarecer o outro no sentido deste perceber que a onda de Amor que ele recebeu não veio dele como individuo, mas que apenas se reflectiu nele, permitindo assim que esse ser pudesse estabelecer um contacto directo com o Amor Profundo que ele é em essência.

Se hoje trouxe esta reflexão, por sentir urgência interna em passá-la, é porque tudo isto é muito sagrado... já não há muito mais tempo, pois estes são os tempos, para que continuemos a macular as prendas que o Céu nos dá.


PAX,
Pedro Elias

A mesma urgência interna sentida pelo Pedro me levou a publicar e a divulgar este texto por todos os viajantes desta NAVE.

Fiqum bem.

(A Mónada)

4 comentários:

Del_Cimetrado disse...

acreditas mesmo na necessidade de tantos "supra's"?

Não é o homem capaz de tudo isso por si só?

A Mónada disse...

O Ser Humano é capaz de tudo o que quiser co-criar com o seu eu Divino em ligação com a emensidade da Consciência do Todo que é Deus.

Por isso não precisa de supras. Mas tem de expandir a sua consciência para conhecer a suas múltiplas dimensões.

Depois ter muita fé. (lê e ouve a energia das palavras)

Abraço de LUZ e fica bem

Excelsior disse...

...Saudações, A Mónada... :)

...Uma pergunta sobre este texto, se puder fazê-la:

Aquilo para que alerta, é muito claro... O risco envolvido de um ser tomar para si, como seu, aquilo que canaliza, vindo da Fonte.

Agora, quando é dito "não colocar nada de seu"... Por exemplo, e se juntamente com o que o Espelho irradia, também for expressa a sua preocupação genuína, compaixão, o afecto, o querer bem ao outro ser, para o qual o Espelho irradia? Poderia isso ser considerado "colocar algo de seu", no que irradia...? Mesmo sendo a expressão de um afecto pessoal, mas incondicional?

Não sei até que ponto, consegui ser claro, na minha exposição..

...Eu penso saber a resposta, de acordo com o meu intuir, mas era uma questão... curiosa, de ver abordada. :)

Luz. Harmonia. Gratidão.

E um Sorriso Fraterno...

A Mónada disse...

Olá meu irmão Excelsior,

A tua questão é muito pertinente. Porque quando colocas a expressão genuína do teu sentir, colocas a energia que irradia do teu coração e por isso da tua Alma.

Nunca te esqueças que na tua Mónada mora a essência AMOROSA da Mãe/Pai, ou da Fonte que tudo é, por isso ao fazer fluir o sentir da tua Alma estás a refletir a energia AMOROSA da Mãe/Pai via a mesma essência.

Ora como todos somos Seres de AMOR, seres infinitamentes belos, somos todos reflexos da Mãe/Pai. De facto nada pões de teu (leia-se Ego) quando assim o fizeres.

Mas cuida que seja mesmo genuíno. Sente se é de facto uma energia de AMOR que normalmente se expressa com doçura, candura e elegãncia.

Cuidado com as preocupações. Normamente são coisas da mente. Vê a própria palavra com se formou: Pré-ocupar= Ocupar previamente com algo. Isto é ilusão. Isto são coisas mentais que nada servem.

Por isso quando o Pedro refere expressamente "um espelho nao coloca nada de seu naquilo que irradia" refere-se expressamente a coisas da sua personalidade, do seu ego.

Espero ter sido claro.

Grande GRANDE abraço de LUZ e AMOR.

Muito obrigado pela oportunidade em poder esclarecer isto para ti e para todos.

Fica bem