sábado, 7 de abril de 2007

Astúcia

Hoje é domingo de Páscoa e por isso este post vai ser muito ligeiro, eu diria engraçado até. Por isso aqui vai...

Vou falar-vos da astúcia. Não a astúcia de enganar o outro para ganhar vantagem, mas enquanto presença de espírito em situações críticas. Enquanto habilidade para não se deixar enganar e ter a capacidade para negociar com vantagem. A astúcia enquanto forma de inteligência que requer criatividade e imaginação.


Para vos mostrar escolhi esta pequena história que encontrei no livro de Prof Gretz: "Voando como a águia."


"Um pequeno cão perdido na selva vê um tigre correndo na sua direcção. Num momento de intuição e olhando para o chão, vê uns ossos no chão e põe-se a mordê-los. Então, quando o tigre está a quase a atacá-lo, o cachorrinho diz:

- Ah! hiam! hiam! mas que delícia estava este tigre que acabo de comer!

O tigre pára bruscamente e desata a correr apavorado, fugindo do cachorrinho. No caminho vai pensando:

- Mas que cachorro feroz! Por pouco não me comia a mim também!
Um macaco, que tinha visto aquela cena, corre atrás do tigre e conta-lhe como ele tinha sido enganado. O tigre furioso então exclamou:

- Cachorro malvado! Agora vais pagá-las e não me escapas!

O cachorrinho vê o tigre vir de novo em sua direcção e desta vez trazendo o macaco montado no seu dorso.

- Ah! Aquele macaco traidor! O que faço agora? Estou perdido! - pensou o cachorrinho.

E de novo deixando-se guiar pela intuição, em vez de fugir como seria o mais natural, virou-se de costas para o tigre que aí vinha, como se ainda não o tivesse visto, e quando este estava quase a atacá-lo, disse bem alto em tom raivoso:

- Aquele macaco que contratei é mesmo preguiçoso! Já passou meia hora desde que eu o mandei trazer-me um outro tigre e ele ainda não apareceu!"

Bom com esta historinha vos deixo, sem antes escrever aqui uma citação de Albert Einstein que resume maravilhosamente o que acabaram de ler:

"Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante do que o conhecimento."

Fiquem bem e tenham muitos momentos de intuição, criatividade e imaginação.


(A Mónada)


Mesmo que não lhe apeteça comentar então dê-me a sua opinião:


Como avalia este post que acabou de ler?

Excelente
Muito Bom
Bom
Razoavel
Sofrivel

1 comentário:

Margri disse...

Intuição, criatividade e imaginação: aqui estão três palavras que me dizem alguma coisa. E não apenas em momentos de crise.
Claro que cada um as utiliza à sua maneira, mas dá sempre jeito tê-las à mão.

Um abraço e boa semana.