quinta-feira, 12 de outubro de 2006

O Abraço

De um belíssimo conto para crianças e adultos, escrito por Michal Snunit, retiro os seguintes trechos:

"No fundo, bem lá no fundo do corpo, mora a alma.

Ainda não houve quem a visse,
mas todos sabem que existe…

…Quando alguém nos ama,
O pássaro da alma dá pulinhos
De contente,
Para trás e para a frente,
Vai e vem…

E quando alguém nos abraça, o pássaro da alma

que mora no fundo, bem lá no fundo do nosso corpo,
começa a crescer, crescer,
até encher quase todo o espaço dentro de nós,
tão bom para ele é o abraço…

… Pois acontece o pássaro da alma chamar por nós,

e nós não o ouvirmos.
É pena. Ele quer falar-nos de nós próprios.
Quer falar-nos dos sentimentos
que estão encerrados nas gavetas dentro de nós.

Há quem o ouça muitas vezes.
Há quem o ouça raras vezes,
E há quem o ouça
Uma única vez na vida… in «O Pássaro da Alma», Michal Snunit.

A partir deste texto sintam agora com este vídeo, como tão “contagioso” e importante se torna o abraço…. (não se esqueçam de desligar o som do blog primeiro)



Para ver o vídeo faça agora o clique sobre o título do Post...

Sentiram?

Não apetece mesmo subscrever o abaixo-assinado?

Não vos apetece um abraço agora? É grátis mas infelizmente ainda não livre de alguns condicionalismos.

Ao escutarem a alma ela reage sempre assim a qualquer manifestação de AMOR em qualquer processo de reunião/união entre um ou vários seres…

Mas que bom é o abraço.

Sintam-se todos abraçados por mim…

Fiquem bem.

(A Mónada)

5 comentários:

Cachorro Cosmico Branco disse...

Tenho uma filha que faz amanhã 6 anos e a quem costumo contar essa história.
Mas o que ela gosta mesmo, é verdade, é de um grande abraço. É assim que me cumprimenta todas as manhãs quando acorda e é assim que se despede quando vou trabalhar.
Não há nada melhor, mais quente, gostoso e envolvente do que um verdadeiro abraço.

A ti deixo um destes.

Artemis disse...

Escolho sempre o abraço para despedida: o beijinho é de menos, o abraço é demais!
Temos que envolver o nosso corpo, toda a nossa energia tem que estar presente, quando nos abraçamos.
Devíamo-nos abraçar mais, sim!

Um graaaaaaaande abraço.

A Mónada disse...

Ao Cachorro Cosmico Branco e à Artemis os meus agradecimentos pelos vossos colorosos abraços... Sabem bem.

Fiquem bem.

António Rosa disse...

Oiço um piano dentro de mim...

E é com esse som que venho aqui informar que já lá tenho nos linques o destaque "Dia 23 - uma surpresa conunta destes blogues".

Fiquem em paz.

Um abraço

António

Anónimo disse...

Eu quero esse abraço....
rosario