segunda-feira, 27 de novembro de 2006

Como escapar da escuridão

Escapar da escuridão envolve dois passos: primeiro, o reconheci-mento de que a escuridão não pode ocultar. Este passo, normalmente, acarreta medo. Segundo, o reconhecimento de que não há nada que queiras ocultar ainda que o pudesses fazer. Quando te dispuseres a não esconder nada, não só estarás disposto a entrar em comunhão, como também compreenderás a paz e a alegria.

A santidade nunca pode estar realmente oculta na escuridão, mas podes enganar-te a ti mesmo a esse respeito. Esse mal-entendido faz com que fiques assustado porque, no teu coração, reconheces que é um engano e fazes um grande esforço para estabelecer a sua realidade. O milagre põe a realidade onde ela deve estar. A realidade só pode estar no espírito, e o milagre reconhece somente a verdade. Desta forma dissipa as tuas ilusões sobre ti mesmo e coloca-te em comunhão contigo e com Deus. O milagre participa na Expiação, pondo a mente ao serviço do Espírito Santo. Isso estabelece a função própria da mente e corrige os seus erros, que são apenas faltas de amor. A tua mente pode estar possuída por ilusões, mas o espírito é eternamente livre. Se a mente percebe sem amor, percebe uma concha vazia e não está consciente do espírito interior. Mas a Expiação restitui o espírito ao lugar que lhe é próprio. A mente que serve o espírito é invulnerável.

A escuridão é falta de luz, assim como o pecado é falta de amor. Não tem propriedades exclusivas em si mesma. É um exemplo da crença na «escassez», da qual só o erro pode proceder. A verdade é sempre abundante. Aqueles que percebem e reconhecem que têm tudo, não têm necessidades de qualquer espécie. O propósito da Expiação é restituir-te tudo, ou melhor, restituir tudo à tua consciência. Tudo te foi dado quando foste criado, assim como a todos.

O vazio engendrado pelo medo tem de ser substituído pelo perdão. É isso que a Bíblia quer dizer com «Não existe morte» e é por isso que pude demonstrar que a morte não existe. Eu vim para cumprir a lei, reinterpretando-a. A lei em si mesma, se compreendida de forma adequada, só oferece protecção. Aqueles que ainda não mudaram as suas mentes é que puseram nela o conceito de «fogo do Inferno». Asseguro-te que darei testemunho de qualquer um que mo permitir e em qualquer medida que mo permitir. O teu testemunho demonstra a tua crença e, assim, fortalece-a. Aqueles que testemunham por mim estão a expressar, através dos seus milagres, que abandonaram a crença na privação em favor da abundância que, como aprenderam, lhes pertence.


Um Curso em Milagres
Texto - Capítulo 1
IV. Como escapar da escuridão


Numa iniciativa conjunta os seguintes blogues possuem todos o mesmo post colocado a 27 de Novembro:
(por razões técnicas só fará a sua publicação mais tarde)

11 comentários:

Magda Moita disse...

O meu link não está correcto, peço-te que alteres: http://fogodelys.blogspot.com
Beijinhos
Magda

Anónimo disse...

"... o reconhecimento de que não há nada que queiras ocultar ainda que o pudesses fazer. Quando te dispuseres a não esconder nada, não só estarás disposto a entrar em comunhão, como também compreenderás a paz e a alegria."

Nem imaginas como gostei! A ideia de nada esconder, mesmo que se possa... talvez daí esta tão grande necessidade que sempre senti, de tudo expôr...

E, dá-me ideia que foi deste mesmo assunto que ainda há pouco estive a falar....

rosario

Anónimo disse...

Perdoa o abuso, mas, nao resisto a publicitar:

http://expresso.clix.pt/Actualidade/Interior.aspx?content_id=372786

rosario

lucy disse...

Não percebi bem o que se quer dizer com "Expiação".
Entendi:
- Onde houver luz não haverá trevas;
- Onde houver amor não haverá pecado.
Muitas das vezes, não mostramos o nosso lado escuro...
Há que acreditar na abundância!
Gostei muito!
Um abraço

A Mónada disse...

Magda: Já está.
Rosário: É isso mesmo.
Lucy: Expiação aqui, no meu entender, é trazer a mente alinhada com a nossa essência. Dominando a mente vais-se sentindo a alma, e na sua essência, o espírito. Costumo às vezes referir que numa primeira fase é necessário silenciar a mente... meditar... e depois posicioná-la no presente onde ela se torna muito eficaz para a resolução dos nosso afazeres diários... Expiar aqui terá assim esta leitura.

Fiquem bem.

VEM SONHAR COMIGO disse...

Olá:li o texto todo e cahei interessante.Quando se chega ao que falas no texto,é bom,muito bom,mesmo.Mas também acaba por ser penoso,porque acabamos por ter um entendimento diferente da vida e isso leva-nos ao "afastamento" da maioria das pessoas(no bom sentido da palavra;não falo de abandono nem de corte de relações)mas "afastamento"...não sei se me fiz entender.É como não houvesse um complemento...

bj doce
doceando

Anónimo disse...

É a primeira vez que venho aqui e virei mais vezes, comentando ou não, pois este blog encantou-me pela sua beleza. E tem música...:)

O texto não é fácil...
Há que casar a mente com o coração.

Um abraço*
Estrela

António Rosa disse...

Mónada,

Um abraço. Há beleza aqui.

Lumen Origine disse...

Quando permitimos que um sussuro de Luz seja manifestado, toda a escuridão é dissipada...
Na nossa transparência de ser nada há a ocultar.

Foi bom sentir a vibração da mensagem.

Um abraço amigo.

Julius disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
A Mónada disse...

Obrigado a todos os que comentaram este post. Passarei a vossas palavras aos BLOG's uma vez que este post é comum aos 7.

Gostaria apenas de fazer um comentário de esperança para VEM SONHAR COMIGO...

Penso ser comum passarmos todos por essa sensação. Trata-se dos desapegos. Não fiques triste pq essa sensação é amplamente compensada pelo AMOR que te vai preenchendo e que depois vai transbordando para os outros de uma forma incondicional.

Quanto aos complementos, e se bem entendi, deixa que o teu corpo "fale" por si e tudo se passará de uma forma tão natural e simples. Deixa-te surpreender com abertura.

Não penses que já tens todas as respostas para a VIDA. Pois a vida surpreende-te e muda-te as perguntas para que vivas o belo mistério da vida.

Mais uma vez mto obg a todos.

Fiquem bem