quarta-feira, 22 de novembro de 2006

Meditação

Quantas vezes te encontras com teus amigos?
E nunca te encontras contigo mesmo?

Não com o teu ego externo;
sim com o teu Eu interno...
O encontro com o teu centro resolveria
os problemas das tuas periferias.
O encontro com tua alma resolveria
os problemas da tua mente e do teu corpo.

Marca, a cada manhã cedo, um encontro com tua alma.
Longe de todos os ruídos da tua mente e do teu corpo.

Isola-te em profundo silêncio e solidão.
Esvazia-te de tudo que tens;
e serás plenificado pelo que és.
Faz do teu ego uma total vacuidade;
e serás plenificado pelo Eu divino.

Onde há uma vacuidade acontece uma plenitude;
é esta a maravilhosa matemática do Universo.


Entra, a cada manhã, num grande silêncio;
num silêncio pleniconsciente.

No silêncio da presença.
No silêncio da plenitude.

Abre os teus canais rumo à fonte cósmica;
e as águas vivas do Universo
fluirão através de teus canais.

E nunca mais te sentirás frustrado, angustiado, infeliz.

Esse encontro com o teu centro de energia beneficiará
todas as periferias da tua vida diária.


Até os trabalhos mais prosaicos te parecerão poéticos.
E as pessoas antipáticas te serão simpáticas.


Nenhuma injustiça te fará injusto.
Nenhuma maldade te fará mau.
Nenhuma ingratidão te fará ingrato.
Nenhuma amargura te fará amargo.
Nenhuma ofensa te fará ofensor nem ofendido.

E estenderás o arco-íris da paz
sobre todos os dilúvios das tuas lágrimas.
Se te encontrares contigo mesmo...

Isola-te, numa hora de profundo silêncio e solidão.

Mais tarde, serás capaz de estar a sós contigo
em plena sociedade, no meio da tua atividade profissional.


E então terás resolvido definitivamente
o problema da tua vida terrestre.

O mundo de Deus não te afastará mais
do Deus do mundo.


(De Alma para Alma de: Huberto Rohden)



Fiquem bem


(A Mónada)

3 comentários:

O cálice disse...

Muito bonito e muito verdadeiro.

noivo disse...

É a primeira vez que cá venho mas fica a certeza que voltarei. adorei o blog!

Magda Moita disse...

Magnifico Post.
No silêncio acontece a iluminação.
Beijinhos
Magda